Reino Unido ainda não sabe quando irá liberar viagens internacionais

|


Flickr/The White House
Boris Johnson
Boris Johnson
Um dos países mais avançados com o plano de vacinação, o Reino Unido começa a reabrir a economia a partir do dia 12 de abril, quando o comércio não essencial e os pubs e restaurantes poderão abrir (esses últimos com atendimento ao ar livre apenas). Em 17 de maio, os restaurantes passam a poder atender em ambientes fechados, e cinemas e teatros poderão reabrir. Eventos de até 30 pessoas serão permitidos. Em 21 de junho a previsão é ter a vida o mais próximo possível do normal.

O primeiro ministro Boris Johnson disse hoje que ainda não sabe quando vai ser possível liberar as viagens internacionais. Possivelmente em maio, mas ele não quis bater o martelo hoje. Prometeu um posicionamento ainda esta semana. Um verão de viagens liberadas dentro do país e entre países com políticas similares é o mais provável.

O Reino Unido também está apostando na testagem em massa (cada cidadão poderá fazer dois testes gratuitos por semana) e na aceleração da vacinação. Mais de cinco milhões de britânicos já foram completamente vacinados (no caso das duas doses) e as internações em hospitais já caíram 80%.

Johnson disse que os estabelecimentos não vão exigir certificados de vacinação, anticorpos ou teste negativo, mas eles possivelmente começarão a ser testados em eventos de massa.

A expectativa é que os testes em massa ainda durem um bom tempo na rotina dos britânicos, assim como algumas medidas de saúde. A maioria dos casos de covid-19 a partir da vacinação será de sintomas leves, em casa, preveem as autoridades britânicas.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA