São Paulo prorroga fase de transição até o dia 23

|

O governo de São Paulo anunciou hoje (7) a prorrogação, por mais duas semanas, da fase de transição do Plano SP. Dessa maneira, as regras que vigoram atualmente passam a valer até o dia 23, na segunda prorrogação de diretrizes feita pela gestão estadual.

Governo do Estado de São Paulo
O governador alega que a medida está baseada na queda no número de contaminações por covid-19 no Estado
O governador alega que a medida está baseada na queda no número de contaminações por covid-19 no Estado
Apesar da manutenção da regras, o governador João Doria (PSDB) também anunciou a ampliação do horário de funcionamento de restaurantes e do comércio em todo o Estado.

As atividades comerciais, na nova configuração do plano, podem ter atendimento presencial entre 6h e 21h. O mesmo horário vale para restaurantes e similares, salões de beleza e barbearia, atividades culturais e academias. Parques estaduais e municipais devem fechar antes, às 18h.

Todos eles precisam respeitar a capacidade máxima de 30% e o toque de recolher segue vigorando entre 21h e 6h.

“É uma medida positiva e que vem no esteio de resultados que, gradualmente, estamos conquistando com a ajuda das pessoas que estão observando as orientações do Plano São Paulo, do Governo do Estado, e, principalmente, do Centro de Contingência, dos médicos e profissionais da ciência que nos assessoram”, afirmou o governador. “Temos que agir com responsabilidade e cautela, realizando uma abertura gradual e segura da nossa economia para evitar qualquer novo pico da pandemia em São Paulo”, acrescentou Doria.

De acordo com a gestão estadual, as medidas foram tomadas em virtude da queda dos indicadores de contaminação pelo novo coronavírus no Estado. Nesta sexta, a taxa de ocupação de UTIs por pacientes graves com covid-19 está em 78,3% no estado e em 76,3% na Grande São Paulo. O total de internados em UTIs era de 10.060 em todo o Estado, com outros 11.260 pacientes em vagas de enfermaria.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA