FBHA defende aprovação do Perse para a retomada do setor

|

Divulgação
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
A FBHA (Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação), responsável por representar nacionalmente hotéis, bares, restaurantes e similares, emitiu uma nota reforçando seu apoio à aprovação integral do Perse (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos). Segundo a federação, a ação traz soluções emergenciais para amenizar a crise financeira no setor de eventos e Turismo.

Aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado com vetos pelo presidente da República, o Perse voltou a ser pauta entre os deputados e senadores. Com a urgência em defender o setor, os parlamentares terão a oportunidade de derrubar o veto 19, o que autoriza um benefício fiscal com a isenção de impostos federais durante dois anos para o setor. Caso o veto seja derrubado, o texto é promulgado e automaticamente vira lei.

Para o presidente da FBHA, Alexandre Sampaio, o apoio dos deputados e senadores é essencial para a retomada econômica do setor. "Precisamos do apoio dos parlamentares para derrubar esses vetos. É urgente apoiar milhares de trabalhadores que foram impossibilitados de trabalhar. É necessário dar fôlego ao nosso setor, tão prejudicado pela pandemia”, afirma.

A proposta apresenta ainda modelos de renegociação das dívidas das empresas como: débitos com a Receita Federal, Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e FGTS, chegando a conceder descontos de até 70% sobre o valor total da dívida e oferecendo um prazo de pagamento de até 145 meses.

"Com a renegociação das dívidas e facilidades para pagamentos, sem dúvidas, a retomada da atividade produtiva será mais rápida, uma vez que precisamos lidar com os efeitos da crise desencadeada pela covid-19", destaca Sampaio.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA