Crise econômica é principal fator que impede viagens de brasileiros

|


Divulgação/Hibou
Estima-se que 71,7% dos brasileiros não pretendem viajar devido à crise econômica
Estima-se que 71,7% dos brasileiros não pretendem viajar devido à crise econômica
Entre os dias 20 e 22 de setembro, o Instituto Reclame Aqui realizou um levantamento on-line com mais de 22 mil pessoas sobre o setor de Turismo. Grande parte dos que responderam à pesquisa (71,7%) disseram que ainda não pretendem viajar nos próximos meses.

O CEO do Reclame Aqui, Edu Neves, atribui o comportamento à crise econômica. “A maior parte das pessoas, conforme mostra a pesquisa, não pretende viajar por questões financeiras”, avalia. “Das pessoas que pretendem viajar, a gente observa que elas vão viajar com a família, normalmente. Então é um pouco essa necessidade que as pessoas estão sentindo de passear, talvez fruto de toda essa situação do isolamento, distanciamento, a falta de oportunidades... E elas têm pesquisado muito, estão usando todo o tipo de mecanismo de pesquisa de preço. Mas independente de compra de passagens e reservas de hotéis, me parece que elas têm preferido fazer direto com o hotel, com a companhia aérea ou a empresa de ônibus ao invés de ferramentas de comparação ou sites de intermediação”, acrescenta Neves.

Confira os resultados do levantamento:

PESQUISA SETOR TURISMO

1. Você pretende fazer alguma viagem nos próximos meses?
Sim 28,9%
Não 71,1%

PARA QUEM RESPONDEU QUE NÃO PRETENDE VIAJAR, NA PERGUNTA 1
1.1. Por que não está planejando viajar? (resposta única)
Ainda considera arriscado, só vai viajar ao acabar a pandemia 27%
Alguns países não abriram as fronteiras para brasileiros 5,7%
A crise pegou, não tem dinheiro para viagens no momento 56,2%
Aguarda a ampliação da vacinação no Brasil e outros países 11,1%

PARA QUEM RESPONDEU QUE SIM, PRETENDE VIAJAR, NA PERGUNTA 1
2. Para quando planeja sua viagem? (resposta única)
Ainda em 2021, antes de Natal e Ano Novo 53,5%
Para a época de Natal e Ano Novo 9,9%
Para o 1º semestre de 2022 21,5%
Apenas no 2º semestre de 2022 6,5%
Viagem só em 2023 1,4%
Ainda não sabe 7,3%

3. Você vai viajar como?
De ônibus 11,5%
Vai de avião 61%
Com carro alugado 3,9%
De veículo próprio 23,6%

PARA QUEM RESPONDEU QUE VAI DE AVIÃO OU DE ÔNIBUS NA PERGUNTA 3
3.1. Já garantiu a passagem? (resposta única)
Sim, já comprou 30,3%
Não, ainda faz pesquisa de preços 64,8%
Vai usar créditos/vouchers de alguma viagem que havia sido cancelada por conta da pandemia 4,9%

SÓ PARA QUEM RESPONDEU QUE JÁ COMPROU
3.2. Como fez a compra? (resposta única)
Por comparador de preços (ClickBus, Guichê Virtual, Decolar, Google Vôos, Maxmilhas...) 23,9%
Comprou pacote direto com agência de viagens 30,4%
Comprou direto no site da empresa aérea/viação 45,7%

RETORNA PARA TODOS QUE RESPONDERAM A PERGUNTA 3
4. Onde será a hospedagem? (resposta única)
Hotel/pousada 60%
Imóvel alugado 11%
Casa de amigos ou parentes 22,5%
Casa própria 6,5%

PARA QUEM RESPONDEU HOTEL/POUSADA E IMÓVEL ALUGADO, NA PERGUNTA 4
4.1. Como fez a reserva?
Direto com o hotel/pousada 45,4%
Por meio de imobiliária 3%
Direto com proprietário 13,8%
Com agência de viagens 32,4%
Reservou com a cia aérea 5,3%

RETORNA PARA TODOS QUE RESPONDERAM A PERGUNTA 4
5. Qual o motivo da sua viagem? (resposta única)
Trabalho 4,8%
Turismo/férias 59,8%
Rever parentes e amigos 17,2%
Saúde 1,6%
Lua-de-mel 3,2%
Vai viajar para não perder uma passagem (aérea ou de ônibus) 1,6%
Outros motivos 11,8%

6. Para onde pretende viajar? (resposta única)
Nacional (Brasil) 72,9%
América Latina 6,5%
Europa 10,2%
Ásia 0,9%
África 0,9%
Leste Europeu 0,7%
América do Norte 5,9%
América Central 1,6%
Oceania 0,5%

7. Vai viajar com quem? (resposta única)
Sozinho 18,1%
Com a família 41,4%
Amigos 10,3%
Em casal 30,2%

8. Você priorizou alguma vacina de Covid-19 na hora de pensar no destino?
Sim 67,2%
Não 32,8%

9. O que considera seguro (fazem questão) para a sua viagem? (múltipla resposta)
Todos usarem máscara sempre (viagem e passeios) 26,8%
Levar o comprovante de vacina (duas doses ou dose única) 25,7%
Manter o distanciamento entre poltronas (caso de aviões, ônibus…) 17,6%
Teste de Covid-19 com regularidade 12,9%
Acomodações individuais 9,7%
Se sente seguro e não faz exigências nenhuma 7,3%
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA