Governo federal lança programa "Turismo Sem Drogas"

|

Ministério do Turismo/Roberto Castro
Gilson Machado Neto (ministro do Turismo), Jair Messias Bolsonaro (presidente da República), João Roma (ministro da Cidadania) e Carlos Brito (presidente da Embratur)
Gilson Machado Neto (ministro do Turismo), Jair Messias Bolsonaro (presidente da República), João Roma (ministro da Cidadania) e Carlos Brito (presidente da Embratur)
Um termo de cooperação assinado na última quinta-feira (14), em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, com a presença do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, prevê a realização de uma série de ações e estratégias com foco na prevenção às drogas no setor do Turismo nacional e internacional. Além do Ministério do Turismo, assinaram o acordo o Ministério da Cidadania e a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur).

O objetivo da campanha é sensibilizar o turista de que é possível aproveitar ao máximo as experiências das belezas naturais, culturais, gastronômicas, esportivas, sem o uso de substâncias que causam malefícios à saúde. “Vamos lembrar que turismo é felicidade, amor e cuidado e que isso é o contrário do que as drogas trazem para as famílias”, enfatizou o presidente da Embratur, Carlos Brito.

A campanha conta com parceria da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH). Na ação, hotéis e estabelecimentos comerciais fixarão um selo adesivo, com versão inglês e português, com um QR Code que direciona para o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas e orienta onde buscar assistência médica ou reportar um crime. “Essa articulação com as empresas privadas e os órgãos locais é importantíssima para que priorizemos e dinamizemos o combate ao uso de drogas no turismo”, completou o ministro Gilson Machado Neto.

Com validade de dois anos, podendo ser prorrogado mediante a celebração de aditivo, a cooperação não prevê transferência de recursos financeiros entre os entes. Para executar as ações, os signatários indicarão representantes institucionais que vão elaborar um plano de trabalho a ser desenvolvido.

O Ministério do Turismo é responsável pela inclusão das informações sobre o acordo no portal Viaje Legal para alertar os turistas sobre o tema, bem como sensibilizar os prestadores de serviços e guias de turismo no País para prevenção ao uso de substâncias ilícitas.

“Somos um governo incansável que trabalha unido em prol do nosso país e isso inclui o desenvolvimento de todo o potencial do turismo, em especial no pós-pandemia. E esse acordo é mais um passo em direção ao turismo que defendemos e acreditamos”, disse o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Cabe a Embratur e ao Ministério da Cidadania a confecção de materiais informativos sobre prevenção ao uso de drogas para distribuição na rede hoteleira e agencias do turismo no país e no exterior, além de disponibilizarem informativos para reforçar a legislação vigente.

O ministro da Cidadania, João Roma, ressaltou que o trabalho coordenado dos ministérios potencializará as ações de combate às drogas no Brasil. “Temos um país maravilhoso, um povo abençoado e podemos fazer turismo de maneira saudável, virtuosa, enaltecendo as nossas potencialidades. O “Turismo sem drogas” é um passo marcante para um país que quer, cada vez mais, brilhar e dar orgulho aos seus cidadãos”, finalizou o ministro.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA