FBHA mobiliza base para convencer o Congresso Nacional

|


PANROTAS / Emerson Souza
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
Alexandre Sampaio, presidente da FBHA
Os empresários do setor de hospedagem e alimentação do País estão mobilizando os parlamentares de seus Estados, nesta semana, pedindo apoio ao projeto que ficou conhecido como Refis das MPEs. Isso porque o Congresso Nacional vai analisar o veto ao projeto, no próximo dia 16 de março. “O Refis é fundamental para a retomada econômica e a geração de empregos”, afirma o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio.

O programa de refinanciamento de dívidas dos empreendedores optantes pelo Simples Nacional foi aprovado em dezembro de 2021, porém, em janeiro deste ano, foi vetado pelo presidente Jair Bolsonaro.

A informação sobre a data de análise do veto foi repassada pelo então relator do projeto na Câmara, o deputado federal, Marco Bertaiolli. Na avaliação dele, o Refis vai possibilitar que 437 mil micro e pequenas empresas continuem existindo e gerando empregos. “Excluir uma empresa do Simples é condená-la ao fechamento. O Refis vai dar fôlego para que as MPEs possam pagar o que devem continuar gerando emprego e pagar os impostos atuais”, disse o parlamentar, lembrando que mais de um milhão de trabalhadores estão correndo risco de perderem o emprego.

“Estamos na reta final deste processo de derrubada do veto e, mais do que nunca, precisamos de todo apoio possível para manter nossos negócios abertos e, sobretudo, os empregos que geramos para o País”, afirma o presidente da FBHA.

Em uma iniciativa de entidades do setor produtivo nacional, foi criado um abaixo-assinado em apoio à derrubada do veto, que pode ser neste link: bit.ly/abaixo-assinado-derrubada-veto-refis.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA