Show do B-52s embala almoço na abertura do IPW 2018

|


Renato Machado
DENVER (ESTADOS UNIDOS) - O IPW 2018 marca a 50ª edição da feira que apresenta e vende os Estados Unidos para profissionais de todo o mundo, divulgando destinos e produtos que, em todo esse tempo, entraram na rota de viajantes do planeta todo. A marca alcançada trouxe para este ano um tom nostálgico nos discursos, principalmente nas falas do presidente e CEO da US Travel Association, Roger Dow. Para complementar o sentimento, o almoço desta segunda-feira, patrocinado pela Brand USA, proporcionou uma viagem no tempo com um pocket show do B-52s.

A última vez que Denver havia sediado uma edição da feira, à época ainda conhecida como International Pow Wow, foi em 1991. Com fotos e manchetes, a organização evidenciou como o Turismo nos Estados Unidos e no mundo mudou nesse período. O presidente e CEO do Visit Denver, Richard Scharf, também deu seu parecer local, afirmando aos que estiveram presentes na cidade no início da década de 90 que “muita coisa por aqui mudou”.

Os tempos mudaram e algumas preocupações novas surgiram. Uma delas tem nome e sobrenome e responde por Donald Trump. O presidente dos Estados Unidos e seu discurso em prol da segurança e soberania da nação nem sempre caminham ao lado da indústria do Turismo.

Roger Dow abordou o tema de forma contundente, porém indireta. Sem citar o presidente especificamente, o dirigente da US Travel Association repetiu que “os Estados Unidos estão abertos para negócios”. Ao falar no microfone, Dow era enfático ao dizer a palavra “aberto”, como se quisesse fazer um contraponto a pensamentos “fechados” que ganharam voz na figura de Trump.

Mais político, o presidente e CEO do Brand USA, Chris Thompson, preferiu não fazer ataques e lembrou que as ações do presidente não têm afetado diretamente o Turismo. “Essa administração é muito voltada para a criação de empregos e aumento do PIB. Eu pessoalmente não conheço forma melhor de melhorar essas duas áreas do que com o Turismo”, sugeriu pela manhã, em conversa com jornalistas. Também reafirmou que um dos papeis da Brand USA é trabalhar percepções erradas que se possa ter do país, como a de que não quer turistas. "Queremos sim".

Ao fim do almoço, os mais de seis mil presentes puderam exercitar um pouco mais sua nostalgia, dessa vez com a icônica banda B-52s, sucesso na virada da década de 80. O pocket show contou com hits como “Roam”, que a cantora Kate Pierson anunciou como “a música de vocês que amam viajar”. Na letra, a sugestão: “vagueie pelo mundo se quiser, vagueie sem asas, sem rodas”.
Renato Machado
O Portal PANROTAS viaja a convite do IPW 2018 e United Airlines, com proteção GTA e Intermac
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA