EVENTOS

Projeto Missões Internacionais começa em Barcelona

Criado pela PANROTAS e pela B2LIVE, o projeto Missões Internacionais iniciou nesta segunda-feira (25) sua agenda de imersão no primeiro destino escolhido do projeto: Barcelona, na Espanha. A capital da Catalunha foi escolhida por se tratar de um case de sucesso em desenvolvimento e transformação do Turismo.

Guilherme Alcorta
Ana Gonzalez recebe o grupo no Mossos D’Esquadra, a polícia da Catalunha, foi o terceiro compromisso do primeiro dia do Missões Internacionais
Ana Gonzalez recebe o grupo no Mossos D’Esquadra, a polícia da Catalunha, foi o terceiro compromisso do primeiro dia do Missões Internacionais
Nos encontros que serão realizados até a próxima sexta-feira (29), os participantes vão debater e aprender sobre temas como mobilidade urbana; monitoramento e inteligência de dados; integração dos transportes ferroviário, viário e marítimo; parcerias público-privadas; inovação em atrações; promoções; segurança pública; recepção de turistas e integração com a população.

PRIMEIRO DIA
O primeiro compromisso do dia foi uma visita ao Ferrocarrils, empresa que administra toda a malha ferroviária da cidade, sendo responsável pelos bondes, teleféricos, trens e estações de montanha.

Divulgação
Grupo durante palestra no Ferrocarrils
Grupo durante palestra no Ferrocarrils
Pública e apartidária, a companhia é referência no transporte ferroviário. Inclusive, a Ferrocarrils se torna sempre responsável por assumir projetos atribuídos à concessão privada que não prosperam.

Outra visita realizada foi no Barcelona Tech City/ Pier 1, complexo privado que reúne atualmente mais de 700 empresas que formam um ecossistema digital da capital da Catalunha. Criado há seis anos, o espaço se tornou referência em tecnologia, fato que atraiu empresas consolidadas e de porte global que buscam por mais inovação.

Divulgação
O CCO da Barcelona Tech City/ Pier 1, Ricard Castellet (à frente) com o grupo do Missões Internacionais
O CCO da Barcelona Tech City/ Pier 1, Ricard Castellet (à frente) com o grupo do Missões Internacionais
Chamada de Mossos D’Esquadra, a polícia da Catalunha foi o terceiro compromisso do primeiro dia do Missões Internacionais. Diferente do Brasil, a Mossos D’Esquadra tem funções equivalentes à da polícia militar e da polícia civil – ou seja, deve fazer rondas ostensivas e investigar. Além disso, existe todo um sistema integrado da Mossos D’Esquadra com outras polícias: Civil, Urbana e Federal.

Guilherme Alcorta
Mossos D’Esquadra, a polícia da Catalunha
Mossos D’Esquadra, a polícia da Catalunha
O Tourisme Barcelona é a entidade oficial responsável por promover e impulsionar a oferta turística, comercial e cultural da capital da Catalunha. Atualmente, a cidade recebe nove milhões turistas por ano, mas esse número é fruto de uma ação que vem sendo feita desde o final da década de 1980, quando Barcelona foi escolhida para ser sede dos Jogos Olímpicos de 1992.

Divulgação
Igasi de Delás subdiretor da instituição depois da apresentação para os Integrantes do Missões Internacionais durante visita ao Tourisme de Barcelona
Igasi de Delás subdiretor da instituição depois da apresentação para os Integrantes do Missões Internacionais durante visita ao Tourisme de Barcelona
O projeto de Turismo de Barcelona foi desenhado com o apoio integral de todos os partidos – tanto os de situação como os de oposição ao governo à época –, além de iniciativas privadas e públicas. Uma das provas que a iniciativa deu certo é que, hoje em dia, o Tourisme Barcelona exporta serviços de inteligência em Turismo para outras cidades.

O último compromisso do dia foi uma visita ao IDEAL Centre D’Arts Digitals, um espaço inaugurado recentemente, cuja primeira exposição é um convite a uma imersão audiovisual nas obras de Monet.


SEGUNDO DIA
O dia 26 começou com uma visita ao Porto de Barcelona e toda a estratégia de integração que o espaço oferece, além de mostrar como o maior porto do Sul da Europa se integra com os demais. Na sequência, os profissionais conheceram o distrito 22@, que ficou conhecido por ser um exemplo de renovação urbana.

O Missões Internacionais ainda visitou o Fundesplai e o Esade. O primeiro, uma instituição educacional privada, traz projetos sustentaveis estruturados de educação a hotelaria. O segundo mostrou aos participantes da primeira edição a era pós digital e a economia compartilhada.

Veja fotos dos dois primeiro dias do Missões Internacionais:
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA