Amazonas: na Fitur, as oportunidades e os desafios do destino

|

PANROTAS / Fabíola Bemfeito
O presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas, Sérgio Litaiff Filho, com sua equipe na Fitur: Natacha Atala, Ana Claudia Rego e Anayra Benevides
O presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas, Sérgio Litaiff Filho, com sua equipe na Fitur: Natacha Atala, Ana Claudia Rego e Anayra Benevides
MADRI – O presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas, Sergio Litaiff Filho, esteve na Fitur durante os dias da feira dedicada aos profissionais de turismo para mostrar, principalmente ao mercado internacional, as muitas atrações do Estado. Segundo ele, a maior parte de sua agenda foi dedicada a profissionais espanhóis, muito interessados em saber mais sobre o turismo de natureza do estado brasileiro.

Ao conversar com a reportagem do PANROTAS, ele contou o lado bom e outro nem tão bom de gerir um Estado com um nome tão semelhante à Amazônia, apesar de não ser o único Estado onde a maior floresta do mundo está presente.

“Ter praticamente a Amazônia no nome atrai atenção do mundo todo. Para o bem e para o mal. Mas isso é mais favorável que negativo”, garante. Porém, é desafiador quando é preciso passar um bom tempo respondendo muitas perguntas sobre as condições da floresta ou mostrar que há outras atrações no Estado além dela.

“Mas, ainda assim, agradeço por ter a oportunidade de explicar para todos que nós temos nossa floresta em ótimas condições no Estado. Noventa e oito por cento de toda a sua área de floresta no Amazonas está preservada”, garante. “Somos o Estado com o maior percentual de preservação de sua floresta”, diz o presidente.

Por isso, para Sergio Litaiff Filho, foi tão importante esse corpo a corpo na Fitur, que acaba de ser realizada em Madri nos dias voltados aos profissionais e ainda terá o fim de semana voltado ao público final. De acordo com ele, os encontros foram bastante proveitosos.

“Estaremos em todas as feiras e oportunidades desse estilo que tivermos. “E precisamos mostrar nossa realidade e diferenças também para os brasileiros, que nos conhecem muito pouco”, concluiu.

O PANROTAS viajou a convite da Fitur como media partner brasileiro do evento
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA