Localiza anuncia neutralização de suas emissões de CO2

|

Divulgação
A Localiza foi a primeira empresa de locação de carros no Brasil a reportar suas emissões de gases de efeito estufa (GEE) no GHG Protocol e informa que compensou, este mês, as emissões de carbono das suas operações referentes a 2019, cerca de 19.540 toneladas de CO2 equivalente. O resultado foi possível a partir da aquisição de créditos de carbono de uma fábrica de cerâmica de Ituiutaba, interior de Minas Gerais, que substituiu a lenha nativa pela biomassa para alimentação de seus fornos.

Dentro de sua estratégia de ESG, a Localiza assumiu o compromisso de anualmente protocolar suas emissões no GHG Protocol. "Com a compensação das emissões, damos mais um passo importante para a mitigação de nossos impactos, além de contribuir para a sustentabilidade de um importante projeto socioambiental do nosso Estado", afirmou o diretor executivo de Gente da Localiza, Daniel Linhares.

Desde janeiro de 2020, as medidas relacionadas às emissões de GEE permitiram que a companhia passasse a ser também a primeira empresa do setor de aluguel de carros a integrar o Índice Carbono Eficiente (ICO2) da B3, voltado para as empresas do IBrX-100 - que reúne as 100 companhias com mais ações negociadas na bolsa de valores.

A neutralização se refere às emissões operacionais da empresa, dentro dos escopos 1 e 2, que abordam movimentação de frota corporativa, ar condicionado, energia elétrica, transporte de carros entre montadoras, agências e lojas, entre outros. Essa iniciativa acompanha a evolução da Localiza no cumprimento do Pacto Global da ONU, do qual a companhia é signatária desde 2017.

Com o investimento no projeto, estão sendo contemplados os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) referentes a energia limpa e acessível; consumo e produção responsáveis; e vida terrestre, uma vez que o projeto da fábrica elimina incentivos para o desmatamento e apoia recuperação de nascentes com plantio de árvores nativas.

Além de neutralizar suas emissões, a Localiza contribui ainda para a diminuição das emissões de GEE de sua operação ao abastecer toda sua frota com etanol; adotar energia solar em parte de suas agências e lojas; substituir equipamentos de alto consumo de energia como por exemplo aparelhos de ar condicionado, por outros mais econômicos; entre outros.

"A redução e a neutralização das nossas emissões fazem parte dos nossos temas materiais. Iremos evoluir ainda mais nesse sentido", explicou Linhares.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA