Maioria das operadoras espera retomada ainda em 2020

|


Pixabay
A maioria das operadoras de viagens do Brasil estão contando com a retomada no segundo semestre deste ano. Segundo nova pesquisa da Braztoa com o Laboratório de Estudos em Sustentabilidade e Turismo da Universidade de Brasília (LETS/UnB), 58% das empresas esperam comercializar viagens domésticas a partir de julho, enquanto 13% apontam para embarques apenas em 2021.

Já em relação a viagens internacionais, 50% indicam o segundo semestre e 42% apontam 2021, indicando uma retomada mais lenta para este mercado.

De acordo com os autores do estudo, os números indicam uma tendência que já é verificada no mercado europeu, que inicia sua reabertura gradualmente, com novas medidas de isolamento social.

Os consumidores tendem a buscar primeiramente as viagens nacionais, que dão maior segurança sanitária, e a retomada das viagens internacionais será mais lenta, a depender da aberturas de fronteiras, situação cambial e protocolos globais para garantir a segurança dos viajantes.

O mesmo estudo aponta perdas acima de R$ 1 bilhão das operadoras em abril deste ano.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA