CVC Corp chega a 77% do pré-pandemia no doméstico e transporta 1,9 milhão

|

A CVC Corp divulgou hoje seu balanço financeiro do primeiro trimestre de 2022, afetado pela ômicron especialmente em janeiro, mas com resultados superiores a 2021 e índices que mostram a retomada forte das viagens. Por exemplo, 63,4% de aumento no tíquete médio (em relação ao 1T21), 1,9 milhão de passageiros transportados; e EBITDA positivo pela primeira vez desde o final de 2019. O EBITDA ajustado foi 40% superior ao do quatro trimestre de 2021.

Segundo o grupo, nas últimas semanas já há demonstração de aquecimento das vendas corporativas e para grandes grupos (ambos no B2B) e um crescimento acelerado na Argentina. “Destaca-se no 1T22 o desempenho do B2B, com aumento de 139,1% nas reservas confirmadas em relação ao 1T21, pelo crescimento de vendas de produtos aéreos, aquecimento das vendas corporativas e para grandes grupos, bem como pelo aumento de tíquete médio, decorrente da inflação de preço dos bilhetes”.

As vendas totais da CVC Corp no período chegaram a R$ 2,8 bilhões, queda de 7,8% sobre o 4T21, devido ao impacto da ômicron, mas aumento de 110% sobre o mesmo período de 2021.

As reservas consumidas no período chegaram a R$ 3 bilhões e o prejuízo da companhia chegou a R$ 166,8 milhões, contra R$ 145,8 milhões no quatro trimestre de 2021 e R$ 81,5 milhões no primeiro do ano passado.

O tíquete médio do período foi de R$ 1.261, contra R$ 1.216 no final de 2021 e R$ 772 no começo do ano passado.


DOMÉSTICO DOMINA
Segundo análise da companhia, em março e abril a recuperação das viagens é notável, tanto para destinos domésticos quanto internacionais, e também na Argentina. As reservas confirmadas do primeiro trimestre de 2022 para destinos nacionais superaram as do 1T21 em 27% e representaram 63% do montante do 1T19. Contando apenas março e abril chega-se a 77% do mesmo período em 2019.

De acordo com a CVC Corp, “são catalizadores nessa retomada, em especial a partir de março, o afrouxamento de regras de entrada e saída em muitos países, anúncio do fim da emergência sanitária no Brasil, com redução significativa na quantidade de óbitos, e a forte retomada de eventos com maior capacidade de público (em eventos corporativos, esportivos e culturais, tais como desfile das Escolas de Samba, Copa do Mundo no Catar 2022 e o festival Rock in Rio – que tem a CVC como agência oficial)”.

“Mas nada é mais relevante, que a demanda reprimida e a recomposição da malha aérea em 2022. Segundo a Anac, em março foram transportados 6,4 milhões de passageiros em voos nacionais, 14% a mais que fevereiro/22 (20% para voos internacionais na mesma comparação). A CVC Corp também contribuiu para esse crescimento, dado que somente no primeiro trimestre de 2022, transportou 1,9 milhão de passageiros”, continua o comunicado ao mercado. O número de passageiros, segundo a CVC Corp, aumentou 15% nos últimos 12 meses.

RECEITA LÍQUIDA
A receita líquida da CVC Corp avançou 76,5% no 1T22 em relação ao 1T21, pela reabertura de mercados, ainda que os primeiros meses de 2022 tenham sido marcados pela ômicron e seus efeitos no setor. Na comparação com o 4T21, a receita recuou 6,8%, influenciada pelo menor volume de embarques, devido, de acordo com análise da empresa, à sazonalidade usual do período de alta temporada.

O take rate alcançou 9,7% no primeiro trimestre de 2022, 0,6 p.p. superior ao reportado no 4T21, devido principalmente à melhor margem nas operações do B2C no Brasil, que totalizou 15%, e advém, segundo a CVC Corp, “do maior share de viagens nacionais, maior participação de venda de produtos não-aéreo e aumento da oferta de voos/produtos exclusivos”. Houve também ganho de margem na operação argentina, por maior estada média nas reservas comercializadas pela Ola e maior participação de produtos terrestres no mix de venda.

DÍVIDA
Em 31 de março, a dívida bruta da companhia somava R$ 1 bilhão (contra R$ 990,1 milhões ao final de 2021), decorrente do curso normal de fluxo de caixa da própria dívida e do aumento de 2,67 p.p. na taxa média dos depósitos interfinanceiros (CDI).

O Conselho de Administração aprovou, hoje, 10 de maio, a realização da sexta emissão de debêntures, no valor total de R$ 995 milhões, nos termos da Instrução CVM nº 476.

LOJAS
No Brasil, a CVC Corp fechou o trimestre com 1.158 lojas, 18 a menos em relação ao quatro trimestre de 2021 (1.176). No começo de 2021 era 1.245, perda de 87 em um ano.

As lojas próprias subiram de 12 para 13em um trimestre e contando a Argentina, com 98 lojas, a CVC Corp fechou o período com 1.256 unidades, contra 1.335 no começo de 2021.

Saiba mais em https://ri.cvc.com.br/.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA