Seabourn Ovation é modelo de exclusividade | Opinião | PANROTAS
OPINIÃO

Seabourn Ovation é modelo de exclusividade

Renato Machado
Seabourn Ovation é utilizado como exemplo de experiência mais exclusiva
Seabourn Ovation é utilizado como exemplo de experiência mais exclusiva
O jornalista Renato Machado, que escreve para o Viajante 3.0, da blogosfera do Portal PANROTAS, utilizou como exemplo a sua estadia no cruzeiro Seabourn Ovation para explicar melhor o conceito de “exclusividade”. Ele aborda, principalmente, até onde vai a busca por esse tipo de experiência.

"Não são muitos os afortunados capazes de realizar cruzeiros que podem durar até quatro meses, pagando uma média de US$ 600 por noite, por pessoa. Serviços, decoração, comida e bebida estão lá, em suas mais refinadas versões, para justificar os altos valores. As boas-vindas na suíte são com champanhe e caviar, os coquetéis no bar são feitos com os melhores rótulos, a comida é assinada por chef renomado. De fato tudo isso é bem exclusivo", afirma Machado.

Clique aqui para ler o texto na íntegra.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA