Como inovar em um setor em constante desafio como o Turismo?

|

Como inovar em um mercado em constante desafio como o de viagens e Turismo? Para responder essa pergunta e trazer uma série de insights, a consultora de inovação e criatividade, Cristina Naumovs, subiu ao palco do Fórum PANROTAS 2022 neste segundo e último dia de evento.

PANROTAS/Gute Garbelotto
Cristina Naumovs, consultora de inovação e criatividade
Cristina Naumovs, consultora de inovação e criatividade
“Uma discussão que faço com grandes empresas no Brasil é sobre como sair do lugar comum. Nos acostumamos a pensar a partir da nossa própria experiência, mas é preciso ir além, principalmente quando falamos sobre viagens”, comenta.

Um dos caminhos, segundo Cris, é olhar para as pessoas e pensar nelas um pouco antes de tomar as decisões. Esta é uma alternativa simples. Mais complexo que isso é quebrar o negócio. “Quando a agência não entende o tipo da viagem que eu quero fazer, por exemplo, é um problema. Por isso, temos de entender como o setor está olhando para o business a partir das pessoas e não pelo negócio em si.”

Diante disso, a especialista apontou que a indústria do Turismo deve deixar de ser binária, precisa crescer neste sentido. O cliente no centro de tudo (customer centric) já acontece há tempos, o que precisa ocorrer é o pensamento nos viajantes antes mesmo de eles virarem consumidores.

IMPORTÂNCIA DAS PESQUISAS
Cristina Naumovs citou ainda a necessidade de se trabalhar com pesquisas, com dados e números, e entender o que eles querem dizer, mesmo que a empresa não acredite nos levantamentos em si.

“Os negócios familiares terão de se profissionalizar em certo sentido, olhar para os números e compreender o que eles querem dizer. Pesquisas servem para isso. As agências e o setor de Turismo deveriam ir para um lugar que não é ‘o que eu acho ou o mercado acha’, mas, sim, o que a pessoa que vai viajar acha”, diz.

O MERCADO CRESCEU
Em sua experiência com companhias de diferentes setores que vão desde Ambev, a Havaianas, Leite Moça e Burger King, Cris mostrou que não é preciso inventar um produto novo. O mercado cresceu e a inovação é o Turismo estar pronto para absorver estas pessoas, estes novos consumidores.

“Os agentes de viagens sempre souberam tudo, mas agora temos o Google. Como vamos atender estes viajantes? Quais são os destinos que eles querem, de que maneira eles estão viajando? Estamos prontos para a melhor experiência possível do cliente? Vocês seriam indicados pelo trabalho que fazem? É nunca deduzir, sempre perguntar. Nunca cravar, sempre pesquisar. Retomar a confiança absoluta dos clientes é imprescindível. É no agente e nas agências que ele buscará as respostas para todas as suas dúvidas”, finaliza.


O Fórum PANROTAS acontece nos dias 21 e 22 de junho, no Centro Fecomercio de Eventos em São Paulo, e conta com a aliança institucional da CNC e o patrocínio da Accor, Aerolineas Argentinas, Air Europa, Ancoradouro, AquaRio, Visit Argentina, Aviva, BWH Hotel Group, Coris Seguro Viagem, CVC Corp, Delta Air Lines, Easy Travel Shop, Elo, Enjoy Hotéis & Resorts, FecomercioSP, Fortaleza, Gol Air France KLM, GTA Assist, Iberostar Hotels & Resorts, Latam, Localiza, Mato Grosso do Sul, Mondiale Operadora, Movida, Omnibees, R1 Audiovisual, Royal Palm Hotels & Resorts, Sabre, Sebrae, Sheraton São Paulo WTC Hotel, Tes Cenografia, Viagens Promo, Villa Blue Tree, Visite São Paulo e apoio da Goya by Copastur, Hyper English, Rio CVB, Shift, Tour House e TRVL Lab.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA