PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Viajantes com 60 anos ou mais lideram alta no Airbnb

pasja1000/Pixabay
Viagens domésticas são predominadas pelos viajantes acima de 60 anos
Viagens domésticas são predominadas pelos viajantes acima de 60 anos
O Airbnb registrou um crescimento de 93% no número de viajantes da categoria sênior (com 60 anos ou mais) em setembro frente ao mesmo período do ano passado. Este alavancamento demonstra a não totalidade de domínio dos millennials na tecnologia, com o acréscimo ainda mais evidente no Brasil, chegando a 66%, maior do que a média mundial da plataforma nesta faixa etária.

Os anfitriões brasileiros são quem mais recebem as melhores avaliações dos hóspedes, com 85% de avaliação cinco estrelas. A maioria deste grupo é formado por mulheres (57%). Os seniores também ganham mais anualmente, chegando a receber até 9% a mais que anfitriões de outras idades.

"O Airbnb não é só para millennials, como muita gente imagina: os usuários 'seniores', estão cada vez mais conectados e pertencendo ao mundo digital", afirma o diretor geral do Airbnb no Brasil, Leonardo Tristão. "Eles estão fazendo viagens em grupo ou com a família de forma mais recorrente, preferindo ficar juntos e se sentir em casa", completa.

A viagem doméstica é predominante na faixa etária, responsável por 53% das reservas, com destaque para São Paulo (30%), à frente do Rio (26%) e de Florianópolis (13%). Entre os destinos internacionais, a Europa é a região de maior interesse, com destaque para Portugal (34%) e Itália (16%).

Já para os viajantes seniores estrangeiros que vêm ao Brasil, a cidade do Rio é a preferida, seguida por Florianópolis. Entre os turistas com 60 anos ou mais de todas as nacionalidades, as cidades que registraram o maior crescimento em reservas nos últimos 12 meses foram Balneário Camboriú (SC), Santos (SP), Foz do Iguaçu (PR), João Pessoa e Belo Horizonte.

Até 2027, o Brasil terá mais de 37 milhões de pessoas acima dos 60 anos, segundo estimativas do IBGE, colocando o País na sexta posição mundial nesta faixa etária.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA