Vital Card faturou R$ 52 milhões com vendas em 2018

|


Star Alliance
Vital Card faturou R$ 52 milhões no ano passado; perda de bagagem é o principal problema dos clientes
Vital Card faturou R$ 52 milhões no ano passado; perda de bagagem é o principal problema dos clientes
A Vital Card, seguradora da Schultz Operadora, anunciou hoje (25) que o faturamento com a venda de seguro viagem em 2018 foi de R$ 52 milhões, quando mais de 300 mil passageiros contrataram o serviço.

Mas, afinal, quais são os principais problemas que o viajante brasileiro encontra nas viagens? Para saber a resposta, a seguradora fez um estudo de perfil de sinistro com base em viagens feitas entre agosto de 2018 e janeiro de 2019. A Vital Card pretende analisar os dados semestralmente.

Segundo os resultados, a perda de bagagens com destino à Europa, por exemplo, é três vezes mais frequente do que nos voos para outras regiões. Quando o passageiro perde a mala, os gastos com a compra de itens de primeira necessidade são 20% menores nos EUA que na Europa.

Em relação a despesas médicas, quase metade dos pedidos em todo o mundo são feitos por sintomas como vômito e diarreia simples. A pesquisa mostra, porém, que a maior parte dos acionamentos por motivos de saúde e despesas farmacêuticas acontece nos EUA — onde as necessidades básicas, como consultas, podem custar em média 35% a mais do que na Europa.


Alterada em 2 de maio: A Vital Card entrou em contato corrigindo a informação que a própria empresa tinha passado, de R$ 42 milhões para R$ 52 milhões.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA