PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Copa América alavanca chegada de viajantes sul-americanos no País

Unsplash/Sandro Schuh
Competição volta ao Brasil após 30 anos
Competição volta ao Brasil após 30 anos
De volta ao Brasil após 30 anos, a Copa América vai monopolizar o calendário do futebol e os estádios brasileiros a partir do próximo dia 14. Mas além de grandes jogos, o torneio deve ser também razão para a chegada de uma série de turistas internacionais ao País. Já antecipando essa movimentação, a Amadeus realizou um levantamento apontando o fluxo turístico previsto para o período. Como era de se esperar, o Destination Insight identificou aumento significativo nas reservas com origem no continente sul-americano para as cinco cidades-sede da competição.

Em linhas gerais, o relatório mostra que todos os países que participam da competição registraram aumento de reservas. A base de análise é o período da competição comparado às mesmas datas no ano passado. E, nesse recorte, o maior aumento nas chegadas vem da Bolívia, com alta de 497% na compra de passagens. Em seguida aparecem os peruanos, com 285%, e os chilenos, com 141%. Na lanterna do grupo, os países que registraram o menor crescimento em reservas para o Brasil no período da Copa América foram Paraguai (8%) e Venezuela (7%).

Os dados também revelam as cidades mais beneficiadas por receber partidas. São Paulo, por exemplo, que vai receber a estreia da seleção chilena, registrou aumento de 615% na chegada de viajantes do Chile, muito acima da média nacional de 141%. Um outro exemplo que mostra o impacto diz respeito à seleção colombiana, que jogará duas vezes em Salvador, na primeira fase do torneio. As passagens compradas na Colômbia e com destino a capital baiana cresceram 1.883% entre 2019tra 2018.

Já os argentinos, principais compradores de viagens para o Brasil entre os países participantes, preferiram visitar o Rio de Janeiro (121% de aumento) em vez das cidades-sede de suas partidas: Salvador (57%), Belo Horizonte (9%) e Porto Alegre (-2,8%). Talvez a preferência dos "hermanos" pela capital fluminense já seja um pensamento na final, já que o Maracanã será palco da decisão no dia 7 de julho.

Um dos responsáveis pelo estudo, o diretor comercial da Amadeus para a América do Sul, Paulo Rezende, salienta a importância da utilização desses dados para a montagem de estratégia na hora de atrair viajantes. "Esses números dão bem a dimensão de como é importante mesclar inteligência de dados com uma estratégia de marketing digital voltada para atrair esses turistas. Destino algum conseguirá crescer apenas tendo um evento interessante, pois a concorrência é forte interna e externamente. O investimento na promoção correta – peças publicitárias, seleção do público-alvo, canais de divulgação, tecnologias adequadas, período de divulgação - é o que ditará o sucesso ou fracasso daquela cidade na atração de turistas", afirma.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA