Brasileiros pretendem viajar no final do ano, diz pesquisa

|

Privados das viagens durante a pandemia, os brasileiros querem voltar aos aeroportos e estradas ainda este ano. É o que aponta uma recente pesquisa realizada pela Hibou, em parceria com a VPNY (Vou para New York). Realizado de forma digital, o estudo ouviu mais de 1,3 mil brasileiros, sendo 61% mulheres e 39% homens, entre os dias 21 e 25 de julho, e concluiu que a intenção de viajar o quanto antes é a realidade de quatro entre cada dez pesquisados (37,8%).

Com isso em mente, os destinos nacionais são a opção preferida para a maioria. Mais de 55% desejam viajar pelo País e 26,8% dentro de seus próprios Estados de residência. Quando o assunto é viajar para fora, 16,9% desejam Europa, 8,9% América do Norte, 5,5% América Latina, 2,6% Oceania, 2% África e 1,7% Ásia.

Divulgação/Hibou
Estudo ouviu mais de 1,3 mil brasileiros entre os dias 21 e 25 de julho
Estudo ouviu mais de 1,3 mil brasileiros entre os dias 21 e 25 de julho
"A viagem nacional volta ao cenário com força, pois muitos trajetos serão realizados de carro o que dá ao viajante a responsabilidade dos cuidados de higiene até chegar ao destino desejado", comenta a sócia da Hibou, Ligia Mello.

Exatos 70% dos entrevistados gostariam de viajar com suas famílias e parceiros. Apenas 10,27% com amigos, 8,91% sozinhos, 7,78% com os filhos.

Na hora de planejar uma viagem, mais de 54% dos brasileiros consideram a estação do ano, ou seja, o clima do local como fator determinante para a escolha do destino. Para quase metade, 43,6%, o orçamento é relevante, já a forma de pagamento impacta para 39,6%, 35,9% prefere que no roteiro caiba tudo que deseja conhecer naquele local, e apenas 33,2% levam em conta pacotes promocionais.

A maioria dos brasileiros se programa com antecedência para que a viagem ocorra como gostariam, 37,9% se programam entre três e seis meses. E mais de 20% fazem isso um ano antes.

O tempo de viagem ideal médio segundo apontado pelo estudo é de 11 dias, com máximo de 90 dias e mínimo de quatro dias.

HOSPEDAGEM
Para se hospedarem, os brasileiros se sentem mais seguros em hotéis de rede (44%). Outras opções são: (12%) hotéis independentes, (13%) casa de parentes, (18%) casa ou quarto de temporada, (9%) aluguel de imóvel via app, e apenas 3% hostel.



 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA