Turismo doméstico será fundamental para economias locais

|

Divulgação / Livelo
Alexandre Moshe, diretor-geral da Decolar
Alexandre Moshe, diretor-geral da Decolar
A Decolar realizou pesquisa para identificar tendências de viagem no pós-pandemia e destacou algumas das chaves para o novo cenário, que serão itens procurados pelos viajantes brasileiros. A pesquisa tem como base a experiência e interação dos clientes nas plataformas de vendas da empresa (site e aplicativo) e aponta para o Turismo doméstico como motor de retomada do setor e de economias locais.

“Apesar do grande impacto da pandemia no setor, a paixão por viagens é uma característica dos brasileiros. Estamos notando um crescente aumento nas buscas por viagens nacionais, principalmente para destinos de praias, e até internacionais. Isso é importante porque o turismo tem um impacto fundamental nas economias locais”, afirmou o diretor-geral da Decolar, Alexandre Moshe.

Confira abaixo as tendências detectadas pela Decolar.

Viagens nacionais: Há um consenso na indústria que a retomada começa no mercado doméstico, com viagens curtas de até três horas de carro para o interior ou litoral. Neste segundo semestre, a Decolar também tem observado o interesse por viagens aéreas se ampliando. “As buscas por viagens para o período de Natal e do Réveillon já estão em percentuais acima do padrão para essa época, o que demonstra que o consumidor está ansioso para viajar e se planejando com mais antecedência”, destacou Moshe.

Experiência ao ar livre: Os viajantes também estão optando por destinos que oferecem contato direto com a natureza e sem aglomeração, devido às limitações de isolamento impostas pelo novo coronavírus. “É uma oportunidade, pois o Brasil tem muitos destinos que se caracterizam por esse contato com a natureza e beleza natural, alguns pouco explorados”, disse o diretor-geral.

Reservas flexíveis: A flexibilidade para reprogramar uma data, caso o cliente necessite, é uma característica procurada nessa nova etapa do Turismo. Assim, a Decolar está destacando as tarifas flexíveis em suas plataformas de vendas para os clientes poderem comprar com tranquilidade e segurança.

Protocolos sanitários: O consumidor está claramente preocupado com sua saúde e segurança e por isso está buscando preferencialmente hospedagens e serviços que sigam os protocolos definidos pelas autoridades. A Decolar afirma que os produtos, em breve, trarão selos de biossegurança no seu portal de vendas.

Seguro-viagem: Será um produto mais demandado pelos consumidores, em caso de alguma necessidade, principalmente em viagens internacionais. Recentemente, o governo brasileiro liberou parcialmente as fronteiras aéreas para os estrangeiros, porém com a exigência do seguro-viagem.

Compra Online: A pandemia acelerou a preferência por transações online, inclusive no setor de Turismo. Por isso, a Decolar afirma estar investindo ainda mais em inovações tecnológicas que possibilitam a autogestão da viagem para os consumidores. O objetivo é sempre facilitar a vida dos clientes, como em casos de cancelamento de viagem, pedidos de reembolsos ou vale-viagem para ser utilizado futuramente. Tudo é realizado de forma online e de acordo com a política de cada fornecedor. A Decolar também desenvolveu serviços no aplicativo, como localização da esteira onde serão recebidas as malas após o voo, realidade aumentada para saber se a mala tem o tamanho adequado para bagagem de mão, além de informações úteis da viagem.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA