77% dos viajantes querem viajar no próximo ano

|

Unsplash/Romain Mathon
O estudo global, realizado pela Amadeus, indica que 77% dos viajantes estão ansiosos para viajar em 2022
O estudo global, realizado pela Amadeus, indica que 77% dos viajantes estão ansiosos para viajar em 2022
Uma pesquisa realizada pela Amadeus com 9.074 consumidores na França, Alemanha, Índia, Espanha, Rússia, Cingapura, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Estados Unidos mostrou que o interesse por viagens está em alta. Cerca de 77% dos viajantes dizem que estão ansiosos para viajar e que esperam fazê-lo no próximo ano. Enquanto 50% informaram que vão viajar a negócios para locais que necessitam de voos ainda este ano.

Ao mesmo tempo, o estudo revelou que uma maior clareza sobre as restrições e diretrizes será a chave para o aumento da confiança do viajante. Mais de um terço (35%) disseram que as diretrizes internacionais atuais sobre onde e como viajar são confusas, tornando-os menos propensos a reservar viagens de negócios e/ou lazer. Quando questionados sobre a receptividade para compartilhar dados pessoais de saúde, os resultados da pesquisa mostram que 93% dos viajantes estariam dispostos a fornecer dados pessoais para o uso eficaz de passaportes ou certificados de saúde digitais, um ligeiro aumento contra os 91% mostrados em fevereiro de 2021.

Em relação ao questionamento se a tecnologia aumentaria a confiança para viajar nos próximos 12 meses, 97% dos respondentes afirmaram que a tecnologia aumentará sua confiança para viajar, mostrando um sentimento crescente de confiança do viajante na tecnologia. É o caso do uso de aplicativos mobile que fornecem notificações e alertas durante a viagem (44%), check-in self-service (41%), pagamentos mobile sem contato (41%), políticas de cancelamento automatizadas e flexíveis (40%).

Embora a receptividade para viagens no próximo ano seja alta, a indústria de viagens precisa considerar como responder às mudanças das preocupações dos viajantes à medida que o ambiente de viagens continua a se adaptar. As três principais preocupações dos viajantes são medo de pegar covid-19 durante a viagem (41%), autoisolamento ou quarentena antes e depois da viagem (41%) e alteração de restrições, resultando em cancelamentos de última hora (37%).

“A indústria de viagens ainda enfrenta muitos desafios à luz da covid-19, mas estamos vendo medidas positivas tomadas à medida que as restrições diminuem e os desenvolvimentos em certificados de saúde digitais continuam em todo o mundo. Esta pesquisa demonstra que o apetite por viagens continua crescendo e que os viajantes estão ansiosos por avanços em áreas como tecnologia sem toque, saúde digital e viagens sustentáveis. Agora é a hora de ouvir ainda mais atentamente as necessidades dos viajantes para que possamos reconstruir nossa indústria de uma forma que seja mais focada no viajante, resiliente e sustentável”, diz o presidente de Travel da Amadeus, Decius Valmorbida.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA