Renato Meirelles aponta as 5 mudanças de hábito nas viagens

|


PANROTAS/Gute Garbelotto
Renato Meirelles, do Instituto Locomotiva, participou do Fórum PANROTAS remotamente. Em seu convite para sua quinta participação no evento, o especialista teve febre
Renato Meirelles, do Instituto Locomotiva, participou do Fórum PANROTAS remotamente. Em seu convite para sua quinta participação no evento, o especialista teve febre
Em sua quinta participação no Fórum PANROTAS, o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, falou sobre os novos comportamentos e sentimentos dos viajantes em uma apresentação com números apurados pelo próprio instituto.

Admitindo que em outras oportunidades tinha números mais otimistas que os de agora, o palestrante, que acordou com febre e participo remotamente, elencou as cinco principais mudanças de hábito no Turismo, considerando a influência da pandemia e seus desdobramentos.

As cinco alterações de comportamento citadas por Meirelles pedem que as empresas de Turismo, sobretudo as agências de viagem e hotéis estejam mais atentas com a consultoria prestada e os incontornáveis protocolos de segurança e saúde. As modificações de hábitos identificadas pelo Instituto Locomotiva são:

1. Busca por refúgios familiares, com mais viagens para destinos próximos e isolados;

2. Volta de alguns medos e inseguranças que estavam adormecidos, principalmente evitando destinos que oferecem pouca assistência e segurança em saúde e tecnologia;

3. Barreiras sanitárias cada vez mais presentes redesenhando o comportamento e o planejamento de viagens;

4. Aumento da força na busca por viagens assistidas, dos serviços de consultoria para turistas e crescimento no perfil omnichannel das empresas;

5. Radicalização na experiência: referências de destino serão fortemente influenciadas pelo digital, formando uma nova cultura sobre como viajar.

OPORTUNIDADE PARA AS EMPRESAS
Em todos os itens de mudança de comportamento, Meirelles fez questão de salientar que cada alteração pode ser vista como uma oportunidade para empresas, pedido que elas possam adaptar seu pensamento e saber que o serviço de consultoria vai assumir papel fundamental na venda e no auxílio ao viajante.

Todas essas tendências e conclusões trazidas pelo palestrante confluem para o entendimento de que o viajante brasileiro vive um momento de transição entre o medo, gerado pelo impacto da pandemia, e a confiança, reforçada com o avanço do processo de vacinação em todo o mundo. Essa fase, segundo Meirelles, está agora entre a adaptação ao chamado "novo normal" e a superação do momento pandêmico.

O palestrante ainda lembrou já existe uma compreensão de que os comportamentos sociais e as viagens não voltarão a ser como já foram. Segundo informou o levantamento, mais de 90% dos pesquisados afirmam estar certos de que a indústria não voltará a ser como era.

O Fórum PANROTAS 2021 conta com aliança institucional da CNC Sesc Senac e Patocínio de Accor, Air Europa, AM Resorts, Ancoradouro, Argentina, Aviva, Beach Park, Best Western Hotels & Resorts, Cep Transportes, Coris, CVC Corp, Delta Airlines, Elo, Expo Center Norte, Expo Telecon, Gol Air France/KLM, GTA Assist, Iberia British Airways, Iberostar, Localiza, Mondiale Operadora, Omnibess, R1Audiovisual, Reserve, Royal Palm Hotels & Resorts, Sabre, Sebrae, Tes Cenografia, Tour House, Vice Versa, Villa Blue Tree, WAM Hotéis, 42 Labs e participação da Catalunya e do Fundtur MS.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA