ONU lança ferramenta para inspirar governança transformacional

|


Flickr/Yasmin Hampton
O ODS 16 inclui 12 alvos específicos que promovem sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável
O ODS 16 inclui 12 alvos específicos que promovem sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável
O Pacto Global da ONU anuncia o lançamento de uma nova ferramenta para acelerar a ação empresarial do elemento "G", de governança, dentro da sigla (ESG) que engloba também aspectos ambientais e sociais - Governança Ambiental, Social e Corporativa, em tradução livre. A ferramenta "ODS 16 Enquadramento Empresarial: Inspirando a Governança Transformacional" oferece às empresas orientação sobre como fortalecer a cultura empresarial, a ética e o desempenho e apoiar instituições, leis e sistemas públicos.

O tema será discutido durante a Cúpula de Líderes do Pacto Global da ONU, marcada para o dia 16 de junho, a partir das 05h15 EST/6h15 no horário de Brasília, durante a sessão "The Road to Transformational Governance: Launch the Business Framework for Peace, Justice and Strong Institutions". O evento contará com a presença de Alyssa Auberger, diretora-chefe de Sustentabilidade da Baker McKenzie; Leanne Geale, vice-presidente executiva e conselheira geral da Nestlé; Jean-Christophe Sautory, diretor de Ética, Risco e Conformidade da L'Oréal; Maliha Khalid, fundadora e CEO da Doctorly; e Nozipho January-Bardill, presidente da Rede Local do Pacto Global da África do Sul.

O ODS 16 Business Framework ajudará as empresas a adotar a governança transformacional, uma filosofia baseada em princípios que exige que os negócios sejam mais responsáveis, éticos, inclusivos e transparentes. O objetivo é impulsionar uma conduta empresarial responsável, um desempenho ESG aprimorado e instituições públicas, leis e sistemas fortalecidos. Apesar de não visar à criação de novos compromissos ou padrões legais, o ODS 16 Business Framework tem como objetivo aprofundar a compreensão do papel que as empresas podem desempenhar no avanço dessas questões, fortalecer o engajamento multifuncional e encorajá-las a identificar oportunidades de melhorias.

"A pandemia de covid-19 e as crises convergentes - incluindo mudança climática, incerteza econômica, desigualdade social e desinformação - mostraram que as empresas não operam independentemente da sociedade em geral. Elas podem e devem desempenhar seu papel na promoção da liderança ética e na construção da confiança entre as instituições públicas e privadas e a sociedade civil. A ferramenta orienta as empresas na jornada para a governança transformacional, indo além da conformidade para se tornarem defensoras dos princípios de paz, justiça e instituições fortes", disse a CEO e diretora-executiva do Pacto Global da ONU, Sandra Ojiambo.

Com a sobreposição crescente e urgência nas questões ESG, a governança transformacional é um prisma por meio do qual as empresas podem expandir sua compreensão do "G" em ESG. Ele demonstra as razões e como empresas podem avaliar e implementar cada meta do ODS 16 por meio de atividades internas e externas, incluindo-as em todas as suas cadeias de suprimentos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA