Desafio SP convoca startups para acelerar a retomada do Turismo

|


Unsplash
Com inscrições abertas até 02 de setembro, o objetivo da competição é apoiar a recuperação do setor no Estado
Com inscrições abertas até 02 de setembro, o objetivo da competição é apoiar a recuperação do setor no Estado
Foi lançado hoje (19) o Desafio SP, competição de startups que busca soluções para a retomada do Turismo por meio de projetos que respondam às necessidades do setor no contexto pós-pandemia. O desafio, que tem o apoio da Secretaria de Turismo do Estado, é realizado pela parceria do Wakalua Innovation Hub, primeiro polo global de inovação em turismo, e a Fundação Instituto de Administração (FIA) e faz parte do Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, do Ministério do Turismo. As inscrições estão abertas até 2 de setembro no site..

O objetivo da competição é apoiar a recuperação do setor no Estado com projetos de base tecnológica em três verticais de negócio: Bares e Restaurantes; Estabelecimento de Hospedagem e Receptivo Turístico. As startups vencedoras receberão apoio para implementar seus projetos junto às empresas do setor e as três primeiras ganharão uma ajuda de custo de R$ 5 mil cada. Além disso, se associam ao Wakalua e disputarão uma viagem a Madri, na Espanha, para um programa de treinamento e participação na FITUR 2021, uma das maiores feiras de Turismo do mundo.

O Desafio SP integra o Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, promovido em parceria com o Ministério do Turismo, e em colaboração com a Organização Mundial do Turismo, agência da ONU dedicada ao setor. Por isso, os melhores projetos serão classificados para as semifinais da terceira edição da UNWTO Tourism Startup Competition.

“A participação da FIA e da Secretaria de Turismo do Estado são fundamentais para levar São Paulo e o Brasil a se converterem em referências globais em inovação em Turismo”, disse o diretor-geral do Wakalua, Lisandro Menu-Marque.

A avaliação dos projetos do Desafio SP será feita por líderes do Turismo e da inovação no País. Os selecionados serão conhecidos no final de setembro. Serão avaliados os critérios: modelo de negócio, sustentabilidade, escalabilidade, perfil e histórico da equipe e impacto potencial para o setor. A competição é totalmente online e os detalhes sobre o evento final serão anunciados no site.

Para o secretário estadual de Turismo, Vinicius Lummertz, “a competição é parte da estratégia de buscar soluções não apenas para a retomada do setor, mas também na identificação de novas formas de negócios em Turismo”.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA