TURISMO

EUA sofre queda de gastos de turistas estrangeiros em 2017

Divulgação Washington.org
Novas medidas de segurança para entrar nos EUA pode ter influenciado na queda de gastos de turistas
Novas medidas de segurança para entrar nos EUA pode ter influenciado na queda de gastos de turistas
O Departamento de Análise Econômica do Comércio dos EUA divulgou na última semana os números dos gastos de estrangeiros em 2017 no país - com um resultado negativo para o setor de viagens. De acordo com a entidade, as despesas de visitantes internacionais caíram 3,1% no ano passado, número que confirma uma queda já prevista para o ano: entre janeiro e novembro o país perdeu US$ 4,6 bilhões em consumo de Turismo e 40 mil postos de trabalho, ambos em comparação ao mesmo período de 2016.

Segundo reportagem do site US Travel, de 2015 a 2017 os gastos dos visitantes internacionais nos Estados Unidos (quesito entrada de dinheiro por exportação) diminuíram 5,8%, enquanto as demais exportações dos EUA aumentaram 3,5%. Este seria um forte contraste com o período 2010-2015, quando as despesas de turistas estrangeiros nos EUA subiram 48%, mais que o dobro do aumento de 21% em outras exportações de bens e serviços.

O superávit geral de Turismo, que leva em conta todas as importações e exportações de viagens (como tarifas de passageiros, despesas educacionais e médicas e gastos com trabalhadores de fronteiras) foi de US$ 70 bilhões em 2017, ante US$ 84 bilhões em 2016; foi, inclusive, o menor superávit comercial do segmento dos últimos sete anos - em 2010, ficou nos US$ 57,9 bilhões.

Os números reacendem o debate quanto as interferências das novas políticas migratórias e de viagens dos EUA no Turismo do país. Donald Trump e suas medidas para aumentar a segurança nos Estados Unidos, tanto em fronteiras aéreas quanto terrestres, poderiam enfim estar impactando negativamente o setor de viagens internacionais - embora algumas entidades (como US Travel Association e a Brand USA) defendam que a queda de gastos tem mais a ver com a força do dólar em todo o mundo do que com a queda de visitantes.


*Fonte: US Travel

conteúdo original: http://bit.ly/2nIZsBs
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA