TURISMO

Expert dá dicas de como alcançar os viajantes millennials


Emerson Souza
Richard Launder, presidente da The Travel Corporation
Richard Launder, presidente da The Travel Corporation

Os millennials dominam as prospecções de mercado e as análises dos experts não só de Turismo, mas da grande maioria dos setores da indústria, e isso não acontece à toa. A Geração Y, que se enquadra por volta dos 18 aos 35 anos, é hoje uma das maiores forças de consumo do mundo, com poder de consumo combinado globalmente em US$ 82,4 trilhões, e será dominante em poucos anos, mas, acima de tudo, os millennials representam o maior rompimento nos padrões e comportamentos de mercado jamais visto em outras transições. O presidente da The Travel Corporation, Richard Launder, clareou as ideias de diversos líderes de mercado presentes neste 16º Forum PANROTAS. Como fazer negócios para os millennials em 2018 e nos próximos anos?

Uma das maneiras é entender que esses jovens não gostam de ser subjugados. A geração avançou, hoje se compõe de adultos engajados, e o mercado tem de entendê-la. "Essa é a geração mais educada da história. Não adianta simplificar, categorizá-los por nascimento, raça, gênero. Eles não aceitam o que se propõe a eles sem antes refletir, estudar e se aprofundar no que está sendo dito, ou, no caso, vendido. Os millennials são engajados, querem fazer algo pelo aquecimento global e outras causas", afirmou o presidente da holding que reúne a Contiki, especializada em roteiros para jovens desde a década de 1960, além de outras marcas como Uniworld, Busabout, de passeios de ônibus na Europa, e Red Carnation, portfólio de hotéis cinco estrelas também no Velho Continente.

Quem valoriza lifestyle, experiências únicas e relações que ultrapassam as paredes do escritório tem de ser alcançado de maneira autêntica, segundo Launder. Redes sociais e tecnologia são o principal motor desse novo comportamento. Esses jovens estão familiarizados com essas ferramentas e, assumindo isso, as marcas têm de ser autênticas e honestas para trabalhar com esse perfil de consumidor. A boa notícia é que nenhuma outra geração na história desejou tanto viajar, mas não se trata apenas de pagar uma passagem e voar.

"Os millennials buscam autenticidade na comida, nas experiências e nas conexões sociais. As viagens que mais o agradam são naquelas que eles podem conhecer pessoas de pelo menos cinco nacionalidades diferentes, com guias que também sejam millennials, e sem que digam o que eles têm de fazer o tempo todo. Isso, claro, com wi-fi ligado a todo momento", aconselha Launder.

On-line, é crucial utilizar de publicidade engajada, com conteúdo gerado pelos próprios viajantes. E algo que não passe a impressão de "vender por vender", ou seja, vendas que tenham mais propósito do que o simples lucro. "Mais de 40% dos millennials buscam marcas que agreguem. Para alcançá-los, o Facebook ainda é um ótimo mecanismo, principalmente no Brasil. A missão deve conscientizar, aspirar, inspirar, gerar autoconfiança, autoconhecimento. Vídeos curtos, imagens bonitas, que criem desejo de viajar... Esses jovens estão no centro de si, de seu grupo. Querem conhecer a sua própria Flórida, o seu próprio Brasil, Nova Zelândia", aponta. "Faça-o mais inteligente, ajude-o a explorar, faça com que a viagem se adeque à sua vida."

O Fórum PANROTAS 2018 conta com aliança institucional da CNC Sesc Senac, apoio institucional do Sebrae Nacional, patrocínio de Accor Hotels, Aerolíneas Argentinas, AMResorts, Argo Solutions, Best Western Hotels & Resorts, Beto Carrero World, CVC, Elo, Esferatur Consolidação, Fecomércio São Paulo, Gol Linhas Aéreas, Delta Air Lines e Air France-KLM, GTA Assist, Localiza Hertz, Omnibees, R1 Soluções Audiovisuais, Reserve, Rio CVB, Royal Palm Hotels & Resorts, Sabre, Tes Cenografia, Villa Blue Tree, Visit Orlando e apoio da CEP Transportes, Pegasus Bus Orlando, Tour House, Vice Versa Tradução Simultânea e Vtex Day.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA