Expert dá dicas de como alcançar os viajantes millennials

|


Emerson Souza
Richard Launder, presidente da The Travel Corporation
Richard Launder, presidente da The Travel Corporation

Os millennials dominam as prospecções de mercado e as análises dos experts não só de Turismo, mas da grande maioria dos setores da indústria, e isso não acontece à toa. A Geração Y, que se enquadra por volta dos 18 aos 35 anos, é hoje uma das maiores forças de consumo do mundo, com poder de consumo combinado globalmente em US$ 82,4 trilhões, e será dominante em poucos anos, mas, acima de tudo, os millennials representam o maior rompimento nos padrões e comportamentos de mercado jamais visto em outras transições. O presidente da The Travel Corporation, Richard Launder, clareou as ideias de diversos líderes de mercado presentes neste 16º Forum PANROTAS. Como fazer negócios para os millennials em 2018 e nos próximos anos?

Uma das maneiras é entender que esses jovens não gostam de ser subjugados. A geração avançou, hoje se compõe de adultos engajados, e o mercado tem de entendê-la. "Essa é a geração mais educada da história. Não adianta simplificar, categorizá-los por nascimento, raça, gênero. Eles não aceitam o que se propõe a eles sem antes refletir, estudar e se aprofundar no que está sendo dito, ou, no caso, vendido. Os millennials são engajados, querem fazer algo pelo aquecimento global e outras causas", afirmou o presidente da holding que reúne a Contiki, especializada em roteiros para jovens desde a década de 1960, além de outras marcas como Uniworld, Busabout, de passeios de ônibus na Europa, e Red Carnation, portfólio de hotéis cinco estrelas também no Velho Continente.

Quem valoriza lifestyle, experiências únicas e relações que ultrapassam as paredes do escritório tem de ser alcançado de maneira autêntica, segundo Launder. Redes sociais e tecnologia são o principal motor desse novo comportamento. Esses jovens estão familiarizados com essas ferramentas e, assumindo isso, as marcas têm de ser autênticas e honestas para trabalhar com esse perfil de consumidor. A boa notícia é que nenhuma outra geração na história desejou tanto viajar, mas não se trata apenas de pagar uma passagem e voar.

"Os millennials buscam autenticidade na comida, nas experiências e nas conexões sociais. As viagens que mais o agradam são naquelas que eles podem conhecer pessoas de pelo menos cinco nacionalidades diferentes, com guias que também sejam millennials, e sem que digam o que eles têm de fazer o tempo todo. Isso, claro, com wi-fi ligado a todo momento", aconselha Launder.

On-line, é crucial utilizar de publicidade engajada, com conteúdo gerado pelos próprios viajantes. E algo que não passe a impressão de "vender por vender", ou seja, vendas que tenham mais propósito do que o simples lucro. "Mais de 40% dos millennials buscam marcas que agreguem. Para alcançá-los, o Facebook ainda é um ótimo mecanismo, principalmente no Brasil. A missão deve conscientizar, aspirar, inspirar, gerar autoconfiança, autoconhecimento. Vídeos curtos, imagens bonitas, que criem desejo de viajar... Esses jovens estão no centro de si, de seu grupo. Querem conhecer a sua própria Flórida, o seu próprio Brasil, Nova Zelândia", aponta. "Faça-o mais inteligente, ajude-o a explorar, faça com que a viagem se adeque à sua vida."

O Fórum PANROTAS 2018 conta com aliança institucional da CNC Sesc Senac, apoio institucional do Sebrae Nacional, patrocínio de Accor Hotels, Aerolíneas Argentinas, AMResorts, Argo Solutions, Best Western Hotels & Resorts, Beto Carrero World, CVC, Elo, Esferatur Consolidação, Fecomércio São Paulo, Gol Linhas Aéreas, Delta Air Lines e Air France-KLM, GTA Assist, Localiza Hertz, Omnibees, R1 Soluções Audiovisuais, Reserve, Rio CVB, Royal Palm Hotels & Resorts, Sabre, Tes Cenografia, Villa Blue Tree, Visit Orlando e apoio da CEP Transportes, Pegasus Bus Orlando, Tour House, Vice Versa Tradução Simultânea e Vtex Day.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA