Movida

Karina Cedeño   |   16/08/2023 11:46

Virtuoso registra alta de 69% nas vendas do 1º semestre

Pesquisa revela que as viagens não mostram sinal de desaceleração, apesar dos desafios econômicos


Divulgação
Viajantes estão indo para o Exterior em números recordes
Viajantes estão indo para o Exterior em números recordes

A Virtuoso registrou, no primeiro semestre deste ano, alta de 69% nas vendas em relação ao mesmo período de 2019, com os segmentos de hotéis e cruzeiros liderando, com alta de 173% e 122%, respectivamente. Reservas em hotéis de luxo nos Estados Unidos tiveram um aumento de 57% em comparação com 2019, enquanto reservas em hotéis de outras localidades do mundo tiveram alta de 58%.

As vendas de viagens de lazer para 2024-2025 estão igualmente fortes, comparando com as vendas de 2019 a 2020. As vendas futuras de 2023 estão crescendo 107%, enquanto as vendas futuras de 2023 a 2024 também estão 44% mais altas do que as de 2022 a 2023. Da mesma forma, as vendas futuras de cruzeiros para 2023 são 44% maiores do que em 2022 e 106% superiores em relação a 2019.

As informações têm como base dados e percepções da rede de agências de viagens Virtuoso, parceiros e clientes de alto patrimônio líquido, com base em seu armazenamento de dados de mais de US$ 63,6 bilhões em transações e uma série contínua de pesquisas. Os resultados foram compartilhados durante a 35ª edição da Virtuoso Travel Week, que acontece até esta sexta-feira (18) em Las Vegas, EUA.

Viagens ao Exterior em alta

O levantamento revela que as viagens não mostram sinais de desaceleração, apesar da inflação e dos desafios econômicos globais. Os viajantes estão indo para o Exterior em números recordes. Paris, Londres e Florença estão entre as cidades mais reservadas para o outono norte-americano. Quando se trata de tendências, as agências da Virtuoso notaram demanda contínua por experiências exclusivas, como aviação privativa e iates, juntamente com itinerários que incorporam estímulos e engajamento (como expedições científicas na Antártida, por exemplo).

O setor de bem-estar também continua a prosperar, com 94% dos viajantes buscando autocuidado em suas viagens e um interesse crescente em programas que incorporam arte criativa e performática. A Islândia emergiu como um destino de bem-estar, assim como a Tailândia.

O que não mudou, mas ficou ainda mais acentuado após a pandemia, é a importância que os viajantes atribuem ao serviço genuíno e personalizado dos agentes de viagens, que dá aos viajantes mais segurança e economia de tempo no planejamento, além da experiência que desejam.

Destinos favoritos para viagens no outono norte-americano

Estados Unidos, Itália, França, Reino Unido e México são os principais destinos globais para viagens no outono norte-americano. Embora muitos americanos ainda estejam viajando internamente, a Virtuoso viu o retorno das viagens internacionais em todo o mundo.

Paris está com tarifas de hotéis 11% mais altas do que em 2022, enquanto as tarifas de Londres e Nova York aumentaram 16%. Roma aumentou 19% e Florença superou todas com um aumento de 37% nas taxas em relação ao ano passado. Hotéis em Palm Beach, Atenas e Cabo San Lucas, por sua vez, reduziram as tarifas.

Nas festas de final de ano, Estados Unidos, México, Costa Rica e Tailândia devem ser os destinos globais favoritos. Os viajantes estão sonhando com ilhas como Anguilla, Turks & Caicos, Bahamas e St. Barts. A demanda também está aumentando para Kohala Coast/Kailua-Kona, Wailea, Argyll e as Ilhas da Escócia e Londres.

Há preços de hotéis sustentados e ligeiramente aumentados ano após ano, com tarifas médias diárias subindo para quase US$ 1,6 mil por noite.

Experiência acima do preço

Viagens sob medida estão com uma demanda ainda maior. Em um estudo recente, 57% dos viajantes em todo o mundo disseram que “criar uma experiência de viagem a experiência que melhor se adapte às minhas expectativas é mais importante do que o preço.” Isso é particularmente verdadeiro para viajantes do México, Hong Kong, Brasil, China e Austrália.

Para muitos, viagens particulares são algo que experimentaram na pandemia e um luxo do qual não estão dispostos a abrir mão agora, mesmo com a escassez de produtos de uso exclusivo, o que eleva os preços. A demanda por iates está aumentando no Caribe, Croácia, Grécia e St Tropez, e as reservas de iates da Virtuoso para 2023 aumentaram 79% em relação a 2019.

A popularidade da aviação privativa está aumentando para voos domésticos e internacionais mais curtos, enquanto a primeira classe comercial ainda é a referência para voos de longa distância. Além disso, mais viajantes estão buscando atividades que exijam maior esforço mental e físico. Há um crescente interesse em expedições com acompanhamento de pesquisadores na Antártida e nas Ilhas Galápagos, e executivos com cargos altos estão se entregando a atividades que vão além do tradicional.

37% dos indivíduos com alto patrimônio líquido viajam por motivos culturais; 34% estão em busca de aventura; e 16% estão procurando viagens de expedição. Comida e vinho são as principais prioridades, especialmente entre os baby boomers e a geração X. 70% dos agentes da Virtuoso viram um aumento em viagens gastronômicas, e 20% dos clientes reservam viagens com comida e vinho como foco principal. Eles também estão dispostos a pagar por isso – 47% gastam entre US$ 10 mil e US$ 25 mil por viagem, com outros 15% gastando de US$ 25 mil a US$ 50 mil por viagem.

As principais experiências culinárias incluem visitar uma cervejaria ou destilaria (88%) e comida de rua (60%), seguido de passeios temáticos gastronômicos (58%) e festas com a família e amigos (57%). Enquanto isso, as experiências culinárias emergentes incluem um desejo de autenticidade e imersão cultural (87%), jantar hiperlocal, do bairro à mesa (53%) e experiências de alta gastronomia (48%).

Em ascensão estão destinos gastronômicos como Portugal, Copenhague, Croácia e Colômbia, cada um prestes a se tornar uma capital culinária. As viagens de bem-estar, por sua vez, não mostram sinais de desaceleração: 47% gastam entre US$ 5 mil e US$ 10 mil por viagem de bem-estar e outros 44% gastam US$ 10 mil a US$ 25 mil por viagem. Os principais destinos incluem o México, os EUA e a Europa, com 59% embarcando em escapadas de bem-estar individuais.

Experiências emergentes de bem-estar incluem arte criativa e performática (44%), programas de sono (34%) e bem-estar sustentável (34%). Tailândia, Bali, Fiji e Islândia estão entre os destinos emergentes de bem-estar, e também há um aumento na busca por safáris africanos como um componente de bem-estar.

Sustentabilidade em alta

O Relatório de Impacto de Viagens Sustentáveis 2023 da Virtuoso, também divulgado durante a Virtuoso Travel Week, destaca como as práticas sustentáveis dos parceiros da Virtuoso são vistas pelos hóspedes.

88% dos viajantes querem ver seus orçamento de viagem destinado à proteção do planeta, particularmente por meio de iniciativas como a gestão de resíduos e reciclagem, proteção e restauração de paisagens e uso, implementação ou suporte de energia sustentável e renovável (como solar, eólica, hídrica ou geotérmica).

64% dos viajantes estão comprometidos com a sustentabilidade na cultura, como apoiar comunidades indígenas e ajudar na restauração cultural de sítios arqueológicos. E outros 64% estão interessados no potencial econômico de atividades como apoiar negócios locais e independentes, além de programas juvenis.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias