Delta, Iberia e AF também cancelam voos à Venezuela

|

Divulgação/Delta
Mais uma companhia aérea vai deixar de voar para a Venezuela. Agora, a Delta Air Lines anunciou o fim das suas operações semanais para a capital do país, Caracas, a partir de setembro, segundo informou a Reuters.

“A Delta irá suspender o seu voo semanal entre Atlanta e Caracas, com o último voo programado para 16 de setembro de 2017. A Delta está em processo de contatar os clientes que fizeram reservas depois da data”, disse a porta-voz Elizabeth Wolf.

Iberia e Air France também anunciaram o cancelamento de voos a Caracas, embora apenas momentaneamente. Enquanto a aérea espanhola não operou no país apenas no domingo (29), a francesa estendeu a suspensão à próxima terça-feira (1).

CRISE
Em profunda crise política, a Venezuela um de seus piores momentos sob o governo de Nicolás Maduro, sucessor de Hugo Chávez.

Em meio a protestos e mortes e opositores e defensores do atual presidente, o país também vivencia um mau momento na aviação internacional. Na última semana, a Avianca Internacional anunciou a interrupção da conexão via Bogotá e Lima com o destino, juntando-se Gol, Latam, Tap, United, Air Canada e Lufthansa. No mês de maio, a transportadora estatal venezuelana Conviasa encerrou suas atividades por tempo indeterminado.

De acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo, a Iata, o governo venezuelano deve US$ 3,8 bilhões às companhias aéreas.

A Delta não emitiu um comunicado oficial sobre a decisão e ainda não se sabe até quando a ligação entre Estados Unidos e Venezuela se manterá descontinuada.


*Fonte: Reuters

conteúdo original: http://reut.rs/2vaNYeE
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA