2017 foi o ano mais seguro para viagens aéreas comerciais | Aeroportos | PANROTAS
AEROPORTOS

2017 foi o ano mais seguro para viagens aéreas comerciais

Shutterstock
O último ano foi o mais seguro já registrado na história das viagens aéreas comerciais. De acordo com a empresa de consultoria holandesa To 70 e a Rede de Segurança da Aviação, o ano de 2017 foi encerrado com um total de zero mortes causadas por acidentes aéreos em viagens comerciais. Segundo informações da Reuters, um número decrescente de fatalidades também tem sido observado nas duas últimas décadas.

“Foi o ano mais seguro da aviação”, apontou o consultor da To 70, Adrian Young. A empresa destaca ainda que a taxa de acidentes fatais para grandes voos comerciais é de 0,06 por milhão de voos — ou, em outras palavras, um acidente fatal a cada 16 milhões de voos.

Sem o registro de mortes em voos comerciais, a Rede de Segurança da Aviação destacou que 2017 foi “o ano mais seguro da história, tanto pelo número de acidentes fatais quanto por fatalidades”. Apesar disso, o ano ainda terminou com um saldo de dez acidentes fatais de avião, incluindo aviões de carga, que resultaram em 44 mortes a bordo e 35 em terra.

Esse número inclui 12 pessoas mortas no dia 31 de dezembro, quando uma aeronave da companhia aérea Nature Air caiu minutos após a decolagem em uma área montanhosa da cidade de Punta Islita, na Costa Rica.

Para especialistas em aviação o saldo de 2017 deve ser comemorado. Em 2016, por exemplo, foram 16 acidentes envolvendo companhias aéreas e que tiveram um saldo de 303 mortos. Mais de uma década antes, em 2005, o número de mortes a bordo de voos comerciais em todo o mundo passava de mil.


*Fonte: Reuters Brasil

conteúdo original: http://bit.ly/2Ctnuda
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA