"Terminal de Fortaleza pode ser funcional e duradouro"

|

A afirmação é do arquiteto especializado em aeronáutica, Ernani Maia, que acredita em uma boa solução para o aeroporto cearense, mesmo com pouco tempo até a Copa do Mundo. “Tenho ouvido falar em terminal provisório, mas existem alternativas arquitetônicas que permitem soluções rápidas e mais duradouras. Não se pode gastar uma fortuna só para um curto período, é preciso pensar no legado”, diz ele. Na última segunda-feira (21), o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, afirmou que o Aeroporto de Fortaleza precisará de um “puxadinho” para atender a demanda do mundial.

Maia aponta para o exemplo do Aeroporto Internacional King Adbulaziz, ao norte de Jeddah, na Arábia Saudita, onde o Terminal Hajj tem capacidade para acomodar 80 mil passageiros ao mesmo tempo e conta com uma estrutura semelhante a de uma tenda. O projeto foi premiado em 1983, dois anos depois de inaugurado.

“Um terminal aeroportuário é de grande visibilidade, ainda mais em um campeonato mundial de futebol. Não se pode pensar em estender uma lona, ainda mais se é possível desenvolver algo que seja mais bonito e até sustentável”, disse Maia. Para os banheiros, a solução pode ser o uso de contêineres, especialmente pela reutilização de material e readequação de um passivo ecológico.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA