Movida

Renato Machado   |   31/05/2017 22:43

CNT cria plataforma on-line de remuneração de agentes

O RAV Online é uma plataforma virtual de gestão de pagamentos e remunerações que visa facilitar as operações financeiras dos agentes de viagens

Renato Machado
André Khouri, CEO da CNT
André Khouri, CEO da CNT
A CNT quer facilitar as operações financeiras de seus agentes e encontrou na tecnologia uma solução. Em parceria com uma grande empresa de meio de pagamentos (que por ora não terá seu nome divulgado, por opção da empresa), surge o RAV On-line, plataforma virtual de gestão de pagamentos e remunerações. O presidente e CEO da CNT, André Khouri, conta que “o que nós estamos criando é um facilitador”.

Com o RAV On-line, pagamentos serão faturados em uma POS (Point of Sale) virtual acessada por meio do portal da CNT, com taxas e contas próprias, simplificando etapas da operação, como a possibilidade de nomear a empresa fornecedora de determinado serviço da maneira que quiser - evitando assim confusões entre o nome da agência e da consolidadora/operadora que são impressos na fatura do cliente final. A "maquininha" virtual é cadastrada com o CNPJ da própria agência e por ela serão aceitos pagamentos em débito ou crédito de todas as bandeiras disponíveis no mercado.

“Era uma situação que criava muitos problemas, de créditos indevidos e de cancelamentos (pelo passageiro não saber que há um consolidador por trás da compra). A agência vai definir o que é melhor colocar no texto e também para que o passageiro saiba exatamente o que está pagando”, explica, reafirmando que, dessa forma, cria-se a possibilidade de gerar pagamentos também para taxas de serviço, não somente para emissões de passagens aéreas, por exemplo.

Além do uso da máquina, o sistema gera uma conta no âmbito virtual, porém com saldo real - conta essa que a CNT não tem acesso algum, vale frisar. “Com isso não necessariamente há uma movimentação financeira para a conta bancária da agência de viagens. O agente poderá fazer transferências, pagar boletos e faturas, fazer TEDs e até mesmo pagar funcionários diretamente com essa conta.”

Apesar de afirmar que com o RAV On-line a CNT atua apenas como meio de comunicação, se desvinculando da operação, André Khouri confessou, ao falar aos agentes presentes no lançamento da plataforma, que o projeto visa manter a clientela por perto. “Não estamos buscando novos clientes, estamos buscando fidelizar aqueles que já estão conosco hoje.”

A vantagem do serviço está nos acordos obtidos junto à empresa de meio de pagamentos envolvida no projeto. “O que eu fiz foi negociar uma taxa boa, tudo feito de uma perspectiva do uso das agências. Então, quanto mais elas usarem o sistema, menores serão as taxas acordadas e maiores serão os repasses.”

“Não tem custo de mensalidade, anuidade, se quiser cancelar não vai pagar. Porque vocês são nossos parceiros, os custos são absorvidos por nós”, anunciou Khouri, que ainda garantiu que as taxas praticadas serão bem menores que as de grandes empresas do mercado - que atualmente cobram entre 4,5% e 5% do valor total de cada operação.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias