Embratur pede que MTur integre SC a roteiros marítimos

|

O presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, reforçou junto ao ministro interino do Turismo, Alberto Alves, o pedido para que o governo federal confirme os convênios com os governos estadual e municipais de Santa Catarina para que o Estado possa ser completamente integrado aos roteiros de cruzeiros marítimos.

Divulgação/Embratur
Vinicius Lummertz, da Embratur, ao lado de Neusvaldo Lima e Alberto Alves, ambos do Ministério do Turismo, e de Raimundo Colombo e Lourdes Martini, do governo de Santa Catarina

A reunião entre as autoridades ocorreu ontem (13) e contou com a presença do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. O encontro faz parte de uma sequência de reuniões que aconteceram em Florianópolis com a presença de Lummertz e do presidente da Abremar, Marco Ferraz, em algumas ocasiões.

“Em Santa Catarina temos talvez o maior potencial para o setor entre todos os Estados brasileiros, potencial esse que também é reconhecido pela iniciativa privada”, resumiu Lummertz. Se todos os portos que já receberam cruzeiros no Estado estiverem em condições adequadas, os navios poderão ter até cinco escalas em solo catarinense.

MELHORIAS

O presidente da Embratur aproveitou a oportunidade para listar obras estruturais que ainda carecem de atenção e investimento. Segundo ele, em Itajaí, o problema é a área de manobra, e o governo federal pode auxiliar fazendo a dragagem do Rio. Já em Balneário Camboriú é preciso fazer uma extensão de um píer que já é utilizado por uma marina privada, o que também pode ser feito pelo governo federal. Enquanto isso, na capital, Lummertz acredita que a situação seja mais complexa, pois é preciso realizar estudos sobre o melhor local.

O ministro do Turismo comentou a lista de Lummertz. "Reconhecemos a importância destas obras e uma das preocupações desse novo governo é dar continuidade às obras já iniciadas como alternativa para o enfrentamento da crise econômica”, disse. Por sua vez, o governador de Santa Carina destacou a importância da conclusão das obras: “O Turismo é muito importante para nosso Estado, é uma prioridade para nós e os recursos que os turistas estrangeiros trazem são fundamentais para nossa economia. A vota dos cruzeiros é fundamental”, cravou.

Colombo também aproveitou a oportunidade para pedir ao ministro do Turismo a garantia de recursos para as obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú. “As obras estão avançando bem e precisamos da manutenção dos recursos do governo federal para que os trabalhos continuem de forma acelerada e nós possamos cumprir o cronograma”, disse. “Hoje, o ministro nos assegurou que o ministério vai fazer a sua parte, o que para nós é muito importante, porque a participação do governo federal é significativa no total da obra.”

Juntos, os investimentos dos governos federal, estadual e municipal na construção do centro de eventos, que poderá sediar eventos internacionais, somam R$ 89 milhões. A participação prevista do governo federal é de R$ 55 milhões e a conclusão da obra está programada para 2017.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA