CRUZEIROS

Cias de cruzeiros têm melhores resultados desde 2007


Wikicommons / Ahecht
Royal Caribbean tem lucro de US$ 1,3 bilhão
Royal Caribbean tem lucro de US$ 1,3 bilhão
A indústria de cruzeiros está encerrando 2017 com as suas melhores margens de lucro em uma década, segundo publicação do Travel Weekly. A Royal Caribbean e a Norwegian Cruise Line, duas das três companhias de capital aberto, terão que esperar até o final do ano para fechar números.

Já a Carnival, que encerrou seu ano fiscal em 30 de novembro, já está avaliando os resultados e espera divulgá-los nesta semana. Um consenso de analistas financeiros é de que a empresa ganhará cerca de US$ 2,69 bilhões devido ao número maior de reservas e poucas catástrofes geopolíticas. Nos primeiros nove meses do ano fiscal, a companhia lucrou US$ 2,06 bilhões em receita de US$ 13,3 bilhões, uma margem de lucro líquido de 15,5%.

Para encontrar níveis similares de rentabilidade para a Carnival, os investidores teriam que voltar para 2007, antes do colapso quando o lucro líquido atingiu US$ 2,4 bilhões e as margens de lucro foram 18,4%. O CEO do grupo, Arnold Donald, em uma teleconferência com analistas em setembro, disse que apesar da onda de furacões, o a empresa estava em uma posição “suficientemente forte”.

Após o terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro, a Royal Caribbean registrou lucro líquido de US$ 1,3 bilhão em receita de US$ 6,8 bilhões, produzindo uma margem de 19,7%. Uma década antes, em 2007, a margem de lucro da Royal era de 9,8%, um nível que não ultrapassou até 2016.

Para a Norwegian, os analistas estão prevendo um lucro líquido de US$ 834,5 milhões em 2017, ante US$ 633 milhões no ano anterior. Nos primeiros nove meses, a empresa obteve US$ 661 milhões em receita de US$ 4,1 bilhões, por uma margem de lucro de 15,9%.


*Fonte: Travel Weekly

conteúdo original: http://bit.ly/2yTw65W
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA