Goiânia cresce e se torna 3º maior cidade para Buenos Aires

|


Henrique Santiago
María Laura Pierini e Marcela Cuesta
María Laura Pierini e Marcela Cuesta
GOIÂNIA – São Paulo, Belo Horizonte e... Goiânia. Esses são os três atuais maiores cidades brasileiras emissoras para Buenos Aires. Quem pensou em Porto Alegre ou Florianópolis, dada a proximidade geográfica com a capital argentina, enganou-se.

O Estado do Centro-Oeste, que tem em Goiânia a maior concentração do envio de turistas, tem se destacado em 2017, como apontou a gerente operacional de Capacitação Turística do Ente do Turismo de Buenos Aires, María Laura Pierini.

Após passar por Belo Horizonte em abril, o evento Conheça Buenos Aires, organizado pela PANROTAS e com a participação da Azul, desembarcou na noite de hoje na capital goiana, onde reuniu cerca de 50 agentes de viagens e operadores para um encontro de capacitação sobre o destino. Nas conversas entre os profissionais na sala de eventos do Castro’s Park Hotel era falado e ouvido que o destino dos hermanos é vendido com destaque por uma boa parcela deles, apontou María Laura.

Em uma apresentação de cerca de 20 minutos, a executiva apresentou os diferenciais e as novidades ao trade goiano. Para a diretora da MC, Marcela Cuesta, ex-Inprotur, o consumidor daqui se diferencia por um motivo.

“O governo argentino não tem um estudo específico por Estado ainda. Mas posso dizer que eles [os goianos] que vão para Buenos Aires têm um poder aquisitivo alto. Enquanto em São Paulo e no Rio de Janeiro vão pessoas com mais dinheiro e da classe média, aqui [em Goiás] é diferente. Logo, o tíquete médio é maior também”, avaliou.

DESEMPENHO BRASILEIRO
Henrique Santiago
Agente de viagens fotografa a apresentação de María Laura
Agente de viagens fotografa a apresentação de María Laura

O mercado brasileiro tem se destacado ao longo deste ano para a Argentina, em especial para Buenos Aires.

Os dados atualizados de julho totalizam a chegada de quase 159 mil estrangeiros pelos principais portões de entrada do país, os aeroportos de Buenos Aires e Aeroparque.

Após um 2016 considerado desastroso, com quedas de dois dígitos, o retorno às viagens internacionais para os vizinhos Argentinos vem com todo fôlego. "Acreditamos que essa volta se dá pela saída aos poucos da crise, a melhora da economia e o dólar estável", elencou María Laura.

No sétimo mês do ano, mais de 65 mil brasileiros desembarcaram em Buenos Aires por vias aéreas, consolidando a liderança na emissão de viajantes. De acordo com o escritório portenho, o Brasil impulsiona o crescimento do turismo internacional no destino, com alta de superior a 27% no acumulado de janeiro a julho, com 288,6 mil.

Chile e Uruguai aparecem com 102 mil e 20,7 mil turistas, respectivamente, que chegaram pelos aeroportos. Curiosamente, o Brasil tem mais visitantes que toda a Europa (221 mil), Estados Unidos e Canadá (135 mil) e o restante da América (78 mil), segundo a medição da Ente de Turismo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA