Após pavão, United altera regras sobre "animais de apoio"

|

Twitter/ WHYY News
Pavão,United Airlines
Pavão,United Airlines
Na semana passada, uma americana foi barrada ao tentar embarcar em um voo da United com um pavão. Após o incidente, a aérea decidiu rever suas regras sobre o embarque de "animais de apoio emocional".

Atualmente, a United requer que o cliente avise com pelo menos 48 horas de antecedência ao voo que quer embarcar com um animal junto a uma carta de um profissional de saúde mental.

Já a partir de 1 de março, também será necessário "confirmar que o animal foi treinado para se comportar de forma apropriada em público e reconhecer responsabilidade pelo seu comportamento" e apresentar um registro de saúde e vacinação do animal.

Não há planos de cobrar passageiros com animais de serviço. "Continuaremos a apoiar clientes com incapacidade física ou emocional, assim como fazemos há nove anos", afirmou a United.

A aérea ainda afirmou que o novo procedimento não é devido ao caso do pavão, mas sim ao crescimento de 75% a cada ano no número de passageiros com animais de suporte.

A United ainda lembrou aos clientes que entre os animais proibidos de entrar na cabine estão furões, insetos, roedores, cobras, aranhas, répteis, aves domésticas e outras criaturas exóticas.


*Fonte: Travelmole

conteúdo original: http://bit.ly/2FIO4fl
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA