EVENTOS

OMT divulga dados de 2016 e pede Turismo sustentável

Na WTM, a diretora de Comunicação da Organização Mundial do Turismo (OMT), Sandra Carvão, apresentou dados sobre o Turismo mundial. Após reforçar a importância do setor para a economia mundial, sendo responsável por 10% do PIB, ela comentou que, apesar do mundo enfrentar problemas econômicos, ameaças à segurança e desastres naturais, o setor cresceu cerca de 4% em 2016.

Essa taxa vem se mantendo ao longo dos últimos seis anos. No ano passado, houve 46 milhões de turistas a mais do que em 2015.

Sandra destacou que a OMT realiza a medição de turistas internacionais desde 1950, e que só houve decréscimo no número de viajantes em três oportunidades: 2001, por causa dos atentados nos Estados Unidos, 2003, devido à epidemia de Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave) na Ásia, e 2009, ano em que estourou a crise financeira global. “O Turismo é um dos setores mais resistentes a mudanças e crises”, apontou.

Jhonatan Soares
Sandra Carvão apresenta dados da OMT na WTM
Sandra Carvão apresenta dados da OMT na WTM

Nos dados por região, a única que não apresentou crescimento foi o Oriente Médio. A Europa teve crescimento baixo, principalmente por causa de problemas ligado ao terrorismo. Nas Américas, o crescimento foi similar à média mundial de 4%. As Américas Central e do Sul tiveram crescimento superior à América do Norte e Caribe, resultado obtido pela maior integração regional, de acordo com a diretora.

Para 2017, a OMT espera crescimento igual ao do ano passado. A organização almeja chegar em 2030 com um fluxo de 1,8 bilhão de turistas internacionais, número que hoje está em 1,2 bilhão.

Nos mercados emissores, a China continua destaque, mas Sandra destaca também o crescimento da Indonésia e da Malásia, na Ásia.

A diretora de comunicação ressaltou que a OMT tem como prioridade a facilitação das viagens, como mais utilização da internet na hora de conceder vistos. Eles temem que as questões ligadas à segurança deixem o Turismo mais burocrático. Mais tecnologia também é outra prioridade da organização, que defende o uso de novas plataformas como o Airbnb, desde que sejam tratadas de forma igualitária com o setor, com relação aos impostos e exigências de segurança.

ANO ESPECIAL
A ONU declarou 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, e ao longo desse período a OMT reforçará a importância de pensar no tema.

“Se cada um dos 1,2 bilhão de pessoas que viajam internacionalmente tiveram uma atitude sustentável, imagine o impacto que isso pode ter em termos de inclusão social e de desenvolvimento”, disse Sandra, citando como exemplo de ações comprar de produtores locais.

“Queremos mobilizar os atores em prol dessa agenda e o ano é só uma desculpa, pois essa é uma longa caminhada”, afirmou.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA