Após quedas, hotelaria em Salvador sobe 13% em julho

|

Wikicommons
A rede hoteleira de Salvador teve um alívio em julho. No mês das férias, a taxa de ocupação das hospedagens na capital baiana alcançou 50,82%, ou 13% a mais do que foi registrado em junho deste ano (37,7%)

Apesar do aumento, a taxa ainda é menor que a de julho de 2015, quando a cidade registrou 54,4% de ocupação. Os dados são da Pesquisa Conjuntural de Desempenho (Taxinfo), em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis - seção da Bahia (ABIH-BA).

A diária média paga pelos turistas em julho desse ano foi de R$ 228,90. A pesquisa mostrou também que os hotéis voltados ao lazer e praia tiveram melhor desempenho, enquanto os de negócios continuam preocupados com a baixa ocupação.

Uma das provas de que o corporativo está em baixa em Salvador é o fato do único centro de convenções de grande porte da cidade ter fechado. Entretanto, o presidente da ABIH-BA, Glicério Lemos, disse em comunicado que a situação deve ser revertida em breve “Já temos a promessa de reabertura do empreendimento para o dia 2 de novembro deste ano."

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA