CEO da Qatar: "Trump está agravando conflito no Golfo"

|


Reprodução/Qatar
CEO da Qatar, Akbar Al Baker
CEO da Qatar, Akbar Al Baker

Os Estados Unidos estão colocando lenha na batalha entre o Catar e seus vizinhos territoriais, que acusam o país de suporte ao terrorismo. É o que pensa o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker. Sua opinião foi expressada à CNN Money.

O presidente Donald Trump apoiou a decisão de Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Arábia Saudita, Egito e outros a banir o governo catariano, embora agentes do governo norte-americano tenham alertado que isso prejudicaria a batalha contra o Estado Islâmico.

"Não quero falar sobre o presidente Trump. Estou extremamente desapontado", afirmou Al Baker na entrevista. "Os Estados Unidos deveriam liderar o fim desse bloqueio e não sentar e ficar assistindo ao que está acontecendo e ainda colocando mais lenha nesse fogo", completou o CEO.

Para ele, o Catar não deveria ser tratado dessa maneira por "um país tão dependente de sua batalha contra o terror".

O Catar abriga uma das maiores bases militares do Oriente Médio. Seus mais de 30 quilômetros a sudeste de Doha têm cerca de 11 mil soldados norte-americanos.

Hoje a Qatar Airways anunciou lucro anual de 21% além de ter transportado 38 milhões de passageiros no último ano fiscal.


*Fonte: CNN Money

conteúdo original: http://cnnmon.ie/2s3Mijo
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA