Justiça bloqueia bens de ex-donos da Nascimento | Turismo | PANROTAS
TURISMO

Justiça bloqueia bens de ex-donos da Nascimento



Quase dois anos após o pedido de recuperação judicial da Nascimento Turismo (em 20 de maio de 2015), o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, por meio da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais, exigiu o bloqueio cautelar dos bens e direitos de Eduardo Augusto Vampré Nascimento, Plínio Augusto Vampré do Nascimento e Eduardo Vampré do Nascimento, além das empresas MMSW Administação de Bens e Participações, SCI Bar e Restaurante, LCNT Agência de Viagens, Viajelisto Brasil, TCN Fomento Comercial, Latin América Cruises, Performa Web Publicidade, Viajar Barato e VPM7 Participações.

De acordo com o processo, tais pessoas físicas e jurídicas estão envolvidas, em tese, nas manobras de desvio de ativos. “A alegação das recuperandas não é suficiente para esclarecer de maneira definitiva os fatos documentados nos autos. O argumento de que não haveria grupo econômico por ausência de administração conjunta das empresas é insuficiente para afastar os fortes indicativos de que os ativos das recuperandas e de seus sócios estão sendo desviados para outras empresas que, ao que tudo indica, lhes pertencem de fato”, aponta documento.

“O risco de que a recuperação judicial não atinja as suas finalidades é iminente. Da mesma forma, o risco de que os credores sofram prejuízo de difícil reparação também é elevado, diante da demonstração das manobras societárias e patrimoniais trazidas aos autos, que indicam a forte possibilidade de esvaziamento patrimonial das devedoras.”

Por fim, o tribunal ainda determina o bloqueio de ativos financeiros existentes em nomes das referidas pessoas até o limite de R$ 36.534.806,75 (valor estimado do passivo na presente recuperação judicial), via Bacenjud. O documento é assinado pelo juiz de direito dr. Daniel Carnio Costa.

O Portal PANROTAS tenta entrar em contato com os envolvidos no processo. Dois deles prometeram enviar comunicados oficiais sobre o caso até amanhã, pois estão envolvendo seus advogados para esclarecer o vínculo (ou não) com o Grupo Nascimento.

(atualizada 17h58)
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA