PARQUES TEMÁTICOS

Com dívidas, Hopi Hari pode perder montanha-russa


Hopi Hari
O Foro Central Civil de São Paulo deu ao credor e empresário César Federmann o direito de busca e apreensão de uma montanha-russa do Hopi Hari.

A retirada pode acontecer ainda nesta semana. A decisão pode ser contrariada em até 15 dias úteis pelo complexo de entretenimento, que fica em Vinhedo, a cerca de uma hora da capital paulista. Segundo informações do Valor Econômico, a companhia entrou em acordo com o credor que prevê a retirada do equipamento.

O parque tem mais de mil dívidas em atraso e quatro de seus credores pedem sua falência. Federmann entrou na justiça contra o Hopi Hari em janeiro deste ano cobrando R$ 5,9 milhões referentes a um empréstimo, mas o processo foi indeferido.

O brinquedo em questão foi adquirido em 2011 e atualmente está desmontado e sem previsão de abertura.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA