ECONOMIA E POLÍTICA

Site levanta suspeita a indicado para secretário da OMT

Segundo o site e-Turbo News, especializado em Turismo, a eleição de Zurab Pololikashvili, da Georgia, como secretário geral da Organização Mundial do Turismo (OMT) não está tão perto de se tornar realidade.

Pololikashvili foi apontado para ser o sucessor de Taleb Rifai durante o 105º encontro do Conselho Executivo da OMT, realizado entre os dias 10 e 12 deste mês, em Madri, na Espanha.

Porém, de acordo com o site, o representante da Georgia foi visto ao lado de sua equipe se comunicando via aplicativo de mensagem ao celular, fora da sala do conselho, enquanto a reunião para decidir quem seria indicado ao cargo de secretário geral acontecia.

“Obviamente, ele estava conectado com alguém presente na eleição, já que ele não poderia estar presente no local, pois era um dos candidatos”, afirma o repórter Juergen T. Steinmetz, do site, que completou: “Pololikashvili foi visto dando instruções para a pessoa a quem estava conectado via celular. Ele estava constantemente no telefone e sua conversa terminou com todos de sua equipe aplaudindo, e logo depois foi servido champanhe.”

De acordo com a reportagem do e-Turbo News, por isso, Pololikashvili poderia ser acusado de fraude, corrupção e manipulação antiética e ilegal da eleição. A OMT não respondeu aos questionamentos do repórter sobre se essas alegações seriam suficientes para desqualificar o candidato da Geórgia.

Vale lembrar que Pololikashvili derrotou o candidato brasileiro a secretário geral da organização, Márcio Favilla.


*Fonte: e-TN

conteúdo original: bit.ly/2q9ANFd
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA