Glamping: entenda mais das hospedagens em meio à natureza

|

Mari Campos
As experiências têm sido cada vez mais almejadas quando o assunto é viagem. Única, enriquecedora ou até mesmo que se assemelhe ao vivenciado por moradores locais, a maneira como essas sensações são vendidas depende muito do tipo de viajante e o que ele está buscando na viagem. Visto que as experiências têm sido apontadas como o novo luxo, o conceito de glamping tomou conta de parte do mercado de viagens internacional.

"No princípio, eram poucas empresas investindo nesta ideia de 'glamour camping'. Mas com o advento das redes sociais, instagrammers, bloggers e youtubers, não demorou muito para a ideia, tão visualmente sedutora, se espalhar por destinos nos cinco continentes. A proposta de se hospedar em meio à natureza exuberante, com a conveniência dos serviços de hotelaria, foi desde o início sedutora para boa parte dos viajantes – uma oportunidade de unir o melhor dos mundos em uma viagem cheia de experiências e imersão", afirma a jornalista Mari Campos.

Segundo ela, indo na tendência do glamping, o conceito original das tendas começou com unidades ampliadas, com banheiros privativos, refrigeração ou calefação do ambiente e amenidades de qualidade, e evoluiu para yurts, que não devem em nada a um bom quarto de hotel, como nos ótimos Eco Camp e Patagonia Camp, no Chile, por exemplo. "O conforto no contato muito próximo com a natureza sempre norteou tais experiências – ao menos em princípio", pontua.

Sobre o assunto, Mari Campos discorre mais a respeito no blog Hotel Inspectors e o artigo pode ser conferido na íntegra neste link.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA