Ocupação hoteleira em Orlando chega a 34% em outubro

|


Divulgação
A semana que terminou em 10 de outubro trouxe recorde de ocupação em Orlando, na Flórida, desde o início da pandemia. A taxa foi de 33,7%, contra 30,8% na semana anterior. A tarifa média se manteve estável, em US$ 82,50.

Segundo pesquisa divulgada pelo Visit Orlando, 33% dos viajantes dizem que as promoções, especialmente do aéreo e da hospedagem, são importantes na hora de fazer planos para viajar durante a pandemia.

O Visit Orlando afirma que mais de 200 de seus associados, entre parques temáticos, hotéis, restaurantes e shoppings, estão com promoções para atrair visitantes, com vantagens, benefícios e preços competitivos.

O órgão de promoção de Orlando também anunciou que estendeu a campanha Off to Orlando até dezembro. A campanha visa atrair viajantes regionais para o destino e deve abranger mais cidades da Flórida. Descontos para residentes, eventos para o outono, staycation para trabalho e estudo, e os protocolos de segurança são temas que serão amplamente divulgados na campanha Off to Orlando.

A cidade ainda aguarda a reabertura das fronteiras internacionais para que o fluxo de visitantes ganhe o reforço dos viajantes de outros países, e a diminuição dos casos de covid-19 no país para o fluxo internacional, que busca a Flórida nos meses de outono e inverno, amplie a ocupação local.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA