Novo presidente da Empetur fala sobre mercados prioritários

|

Netto Moreira
O secretário de Turismo de Pernambuco, Felipe Carreras, e o presidente da Empetur, Luis Eduardo Antunes (foto: divulgação)
Alinhamento no turismo de Pernambuco. A dupla que já comandou o turismo de Recife assumiu na semana passada o turismo de Pernambuco. Na última sexta-feira, o novo secretário do Estado, Felipe Carreras, deu entrevista ao Portal PANROTAS destacando o bom momento vivido pelo turismo no Estado. Hoje, o novo presidente da Empetur, Luis Eduardo Antunes, falou com o Portal PANROTAS. Abaixo, a entrevista:

Portal PANROTASHá um plano de ações já definido para a Empetur neste e nos próximos anos? Quais são as principais delas?
LUIS EDUARDO ANTUNES – Assumimos a Empetur há alguns dias e estamos traçando os objetivos e metas para os próximos anos, mas já podemos destacar que iremos continuar desenvolvendo as ações de marketing no Recife, Litoral Sul, Agreste, Sertão e Fernando de Noronha, mas daremos destaque ao Litoral Norte. Lá, temos praias belíssimas, como Itamaracá e a ilhota da Coroa do Avião. Iremos qualificar os agentes e operadores de turismo, nacional e internacional, para que eles vendam sempre mais e melhor o estado e percorreremos os principais mercados emissores de turistas para Pernambuco. A marca Pernambuco já é bem consolidada, ainda assim, participaremos das principais feiras e eventos no Brasil e no mundo. O Governo do Estado e o trade turístico captaram, recentemente, o voo direto que vai ligar o Recife a Buenos Aires e temos como meta captar outros voos internacionais. A questão da acessibilidade no Turismo também terá destaque. Como exemplo, daremos continuidade ao Praia sem Barreiras, projeto pioneiro do estado, em que fornece o banho de mar assistido para pessoas com deficiência física. Também temos como meta qualificar a cadeia produtiva do turismo, ampliar os Centros de Atendimento ao Turista, requalificar equipamentos turísticos, como o Centro de Convenções de Pernambuco e criar novos roteiros turísticos. Ainda como destaque, iremos trazer agentes, operadores e formadores de opinião para conhecerem in loco o Estado.

Portal PANROTASConsiderando os diferentes segmentos de turismo - lazer, corporativo e negócios, eventos, esportes, saúde, aventura etc - é possível dizer que alguns deles serão priorizados na promoção de Pernambuco nos próximos anos? Se sim, quais?
ANTUNES – Pernambuco tem um diferencial em relação a outros Estados brasileiros, pois se destaca em diferentes segmentos turísticos. Aqui, o turismo de eventos, lazer, esportivo, sol & mar, cultural, gastronômico e de aventura são destaques o ano inteiro. Porém, iremos buscar alternativas, a exemplo do Turismo de Saúde. O Recife é destaque nacional na atividade e representa hoje o segundo polo médico do Brasil. Em Pernambuco, temos profissionais qualificados, hospitais capacitados, diversas especialidades médicas, preços competitivos e uma grande quantidade de leitos. Temos a ideia de captar um voo partindo do continente africano, devido à proximidade com Pernambuco, para que a população de lá faça os atendimentos médicos no Estado. Também faremos um trabalho para que esses turistas, após as consultas, permaneçam mais tempo conhecendo o estado. A interiorização do turismo também está no nosso escopo de trabalho. Iremos apresentar novos destinos para os turistas.

Portal PANROTASComo será desenvolvida a promoção internacional de Pernambuco? Há mercados prioritários? É possível traçar uma meta para o crescimento no número de turistas estrangeiros no Estado? Qual seria?
ANTUNES – Iremos continuar realizando ações nos maiores emissores de turistas para o estado, como Estados Unidos, Alemanha, Argentina, Portugal e Itália. Em função da Copa do Mundo, Pernambuco recebeu uma grande quantidade de turistas internacionais e mostrou que tem capacidade de atender um público mais exigente e que está preparado também para receber um volume maior de visitantes. Iremos aproveitar que alguns países já visitaram o estado durante a Copa e faremos ações nestes países, como Peru, México, Costa Rica e Colômbia.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA