E-commerce deve gerar R$ 6,9 bilhões na Black Friday

|

Unsplash/Rupixen
De acordo com estudo feito pela Neotrust/Compre&Confie, em parceria com a ABComm e com patrocínio da Elo, a Black Friday de 2020 deve gerar 10,9 milhões de pedidos, alta de 77,2% comparado ao ano passado. Traduzindo em cifras, o volume de compras deve ocasionar um faturamento de R$ 6,9 bilhões, que representa um crescimento de 77,1% em relação a 2019. O levantamento leva em conta os dias 26 e 27 de novembro.

“Seguindo a tendência de outras datas comerciais, a Black Friday deste ano deve ter resultados ainda mais expressivos que o ano passado, impulsionado pelo crescimento do e-commerce durante o isolamento social. Além de trazer mais conforto e agilidade, o ambiente on-line também pode gerar economia ao consumidor na hora de comprar”, explicou o CEO da Neotrust/Compre&Confie, André Dias.

Ainda de acordo com o levantamento, as categorias mais procuradas para a data devem ser Beleza e Perfumaria (100%), Moda e acessórios (94%), Móveis (87%), Esporte e Lazer (73%), Eletroportáteis (73%), Brinquedos (68%), Telefonia (66%), Eletrodomésticos (57%) e Eletrônicos (50%).

Todas as informações da Black Friday serão atualizadas a cada hora nos dias 26 e 27 de novembro. Os dados estarão disponíveis no site.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA