Island Air entra com pedido de falência e bloqueia site

|

Divulgação/ Bombardier
Empresa sofreu com forte concorrência
Empresa sofreu com forte concorrência
A companhia Island Air, com base em Honolulu, no Havaí, entrou com pedido de falência e cessou operações desde a última sexta-feira (10), após 37 anos de atividade nos Estados Unidos. O fim da empresa foi causado por rachas na administração, prejudicada pela entrada e saída constante de executivos. De 2013 a 2016, Larry Ellison, da Oracle Corporation, possuía uma participação no controle da empresa, mas a sua posse acabou na venda a um conjunto de empresas de private equity.

Em 2016, outra série de executivos fez parte do quadro da empresa, que não achou novos investidores que bancassem as operações. A forte concorrência com outras companhias de baixas tarifas, como a Mesa Airlines e Mokulele, influenciou na quebra do negócio. No site oficial da Island Air, aparece apenas mensagens como "não aceitamos novas reservas" e "para obter informações sobre reembolsos, entre em contato com a empresa de cartão de crédito".

RESPOSTA DE MERCADO
Em comunicado oficial, a Hawaiian Airlines prontificou-se a assumir todos os bilhetes da companhia falida que seriam operados até 17 de novembro, para trechos com saídas ou chegadas em Honolulu (HNL), Kahului (OGG), Kona (KOA) e Lihu'e (LIH), oferecendo tarifas especiais.

O viajante deve apresentar os seus bilhetes em balcão de serviço ao cliente nos aeroportos, no dia da viagem, e os assentos são disponibilizados de acordo com a ordem de chegada.


*Fonte: Forbes

conteúdo original: http://bit.ly/2zECxf3
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA