Passagem aérea nacional corporativa pula de R$ 791 para R$ 1.321

|

Unsplash/Artem Zhukov
Inflação, dólar e preço do petróleo e querosene de aviação são fatores que influenciam neste aumento
Inflação, dólar e preço do petróleo e querosene de aviação são fatores que influenciam neste aumento
Dados divulgados ontem (23) pela Abracorp mostram que as TMCs associadas seguem em retomada, com o faturamento em abril apenas 17% abaixo do mesmo mês de 2019. Em abril deste ano, elas faturaram R$ 875 milhões contra R$ 1,057 bilhão no mesmo mês do ano pré-pandemia.

Os números também revelam um aumento expressivo da tarifa média do aéreo doméstico, de 67%. No mês passado, o valor médio da passagem aérea em voos nacionais nas vendas das agências de viagens corporativas Abracorp foi de R$ 1.321. Em abril de 2019, o preço médio foi de R$ 791. Isso se mostra no faturamento dos serviços aéreos levantados pela entidade neste mês, que foi de R$ 593 milhões, frente a R$ 576 milhões em março.

"Diria que este aumento é consequência de uma soma de fatores. Inflação, dólar e preço do petróleo/querosene de aviação. Tudo isso afeta no valor da tarifa aérea", aponta o presidente executivo da Abracorp, Gervasio Tanabe.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA