60% das empresas no Brasil incluem bleisure na política de viagens

|

Muito praticado, o bleisure é uma maneira conveniente de os viajantes corporativos compensarem parte de seus custos de viagens pessoais. Ao combinar os dois deslocamentos, o colaborador passa mais tempo em solo, recuperando-se do jetlag e tendo alguns dias para recarregar as baterias.

Shutterstock
O resultado disso é um funcionário mais feliz e mais produtivo, trazendo bons negócios para a empresa. Além disso, quando os líderes da companhia demonstram o quanto valorizam o bem-estar de seu colaborador, ele tende a fazer um trabalho melhor e a permanecer mais tempo no cargo.

“O tema é cada vez mais discutido em nossas comunidades e também foi objeto de pesquisa no Estatístico deste ano. Hoje, cerca de 60% das empresas que responderam incluem o bleisure em suas políticas de viagens. Porém, ainda existe uma grande preocupação com as leis trabalhistas e duty of care”, afirma o diretor executivo da Alagev, Eduardo Murad.

Para que a prática aconteça sem problemas, é preciso tomar cuidado com alguns detalhes ao inclui-la na política de viagens. Confira abaixo algumas dicas levantadas pela American Express Global Business Travel.

PAGAMENTO
Como as despesas serão pagas? O viajante usará um cartão de crédito corporativo para todos os gastos da viagem a negócios e um pessoal para os relacionados a lazer? É preciso estabelecer um processo claro e transparente para separar ambos os custos e garantir que tudo seja documentado.

ACOMPANHANTE
E se o colaborador quiser levar alguém em sua viagem corporativa? É possível que ele leve alguém que dividirá o hotel (pago pela empresa) e até mesmo peça serviço de quarto. Por isso, é muito importante que sejam estabelecidos parâmetros nesta questão.

RESPONSABILIDADE DA EMPRESA
Qual parte da viagem será coberta pelo seguro da empresa e qual não? Como a companhia é responsável legal e moralmente? O ideal é que o gestor de viagens tenha certeza de que tanto a corporação quanto o viajante estejam protegidos em qualquer possível problema ou acidente.

LIMITE
Será que alguma atividade feita pelo colaborador durante o período de lazer deveria estar proibida? Isso deve ser pensado, principalmente se a empresa estiver ampliando o seguro viagem para cobrir o tempo de folga pessoal.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA