Brasil terá mais de 2 mil feiras e eventos em 2017

|

Mtur / Gustavo Messina
Considerado o terceiro principal motivo para a vinda de visitantes ao Brasil, o Turismo de negócios, é capaz de gerar empregos e promover destinos a partir de eventos realizados. Para este ano, segundo informa o calendário da União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe), mais de 2 mil feiras deverão ser realizadas.

Com 834 agendamentos, o Sudeste lidera como a região com o maior número de feiras a serem realizadas. Em seguida estão a região Sul (681), Nordeste (272), Centro-Oeste (147) e Norte (72). “Os eventos ajudam os municípios a reduzir a sazonalidade do Turismo, movimentando a economia, gerando emprego e renda também fora das altas temporadas”, ressaltou o ministro do Turismo, Marx Beltrão. Em 2015, um em cada cinco estrangeiros que entraram no Brasil, vieram motivados pelos eventos de negócios.

CAPITAL DOS EVENTOS
São Paulo é o Estado que mais promove eventos ligados ao setor. Ao todo, são realizados cerca de 800 feiras, exposições e congressos – além de shows e eventos esportivos. O Turismo de eventos na capital paulista, ao longo do ano, representa quase a mesma quantidade de feiras de negócios previstas para toda a região sudeste.

Segundo a Ubrafe, os eventos deverão atrair cerca de 8 milhões de visitantes – sendo que 47% desse total deverá ser composto por turistas nacionais e internacionais. Outro dado divulgado é que, com 77% dos viajantes corporativos, a hotelaria deverá ter cerca de 6,5 milhões de seus quartos ocupados.

Os eventos programados para São Paulo, segundo a Ubrafe, geram R$ 16,3 bilhões na economia local. Desse total, R$ 4 bilhões vão para o Turismo, distribuídos em hospedagem (47,4%), alimentação (28,3%), compras (11,2%); transporte (9,9%), lazer (0,8%), e outros (2,5%).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA