ESTUDOS

Satisfação do viajante tem influência na política de viagens

Um novo estudo da Egencia revelou que a preocupação das empresas em melhorar a satisfação e produtividade do viajante e a retenção de talentos dentro da companhia estão influenciando cada vez mais nas políticas de viagens.

O levantamento destaca as principais tendências em relação à aprovação prévia, acesso a assentos premium, comportamento de compra avançado e padrões relacionados ao horário e dia da semana para reservas e viagens.

Dreamstime
Segundo a pesquisa, 45% dos viajantes são obrigados a aderir a uma política de pré-aprovação. As empresas relataram que tentam equilibrar o uso de aprovações como uma barreira ao comportamento indesejável do colaborador e também para simplificar o processo de reserva, eliminando a necessidade de autorização no final.

Globalmente, a maioria das reservas de viagens a negócios é feita em classe econômica, mas as companhias tomam decisões sobre quais cabines os viajantes podem reservar com base na duração do voo, variando de quatro a dez horas. Como resultado, 33% permite acesso a classes premium para viagens internacionais e 12% em domésticas. Isso mostra que o conforto do viajante é fator determinante.

Já a data mais barata para reservar, segundo o estudo – e especialmente em assentos premium –, é de domingo, enquanto segundas e terças-feiras oferecem oportunidades adicionais para encontrar tarifas mais baixas.

Apesar de segunda-feira ser o dia preferencial para se viajar, voar em dias próximos ao fim de semana abre possibilidades de o funcionário aproveitar alguns dias extras para uma estada a lazer no destino. Além de o viajante praticar o bleisure, a empresa também economiza nos custos da viagem, já que as passagens de sábado e domingo geralmente são mais baratas que as durante a semana.


*Fonte: Buying Business Travel

conteúdo original: https://bit.ly/2Illt4G
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA