GL Events entrega proposta para administrar o Anhembi

|


Divulgação
GL Events pode ser a concessionária que administrará o Anhembi, em São Paulo
GL Events pode ser a concessionária que administrará o Anhembi, em São Paulo
A empresa especializada em feiras e eventos GL Events apresentou, em audiência realizada ontem (16), sua proposta no processo de “Concessão Onerosa do Complexo Anhembi”.

O plano, a cargo da empresa municipal de Turismo e eventos da capital paulista, SPTuris, prevê a concessão do espaço durante 30 anos para a iniciativa privada. Para este período são previstos investimentos de R$ 2 bilhões e economia de R$ 600 milhões, totalizando benefício de R$ 2,6 bilhões para os cofres públicos.

Segundo a SPTuris, o processo de verificação de documentos da GL Events será feito e posteriormente a assinatura do contrato será providenciada.

O processo de concessão contou com uma Consulta Pública, iniciada em julho, que teve a contribuição da população de São Paulo, de representantes de grupos, de consórcios e empresas privadas interessadas no projeto, para que fizessem sugestões e novas ideias de melhorias.

Se assinado o contrato, toda operação, manutenção e gestão dos espaços já existentes do complexo Anhembi ficarão sob responsabilidade da concessionária GL Events. No plano de negócios referencial, estimou-se investimentos na ordem de R$ 620 milhões durante o período de vigência, dos quais R$ 141 milhões para as requalificações obrigatórias, R$ 241 milhões em empreendimentos associados, além de reinvestimentos. A outorga fixa mínima é de R$ 53,7 milhões, além de 12,5% da receita operacional bruta, não podendo ser menor do que R$ 10 milhões por ano.

MODERNIZAÇÃO E REVITALIZAÇÃO
Espera-se que, com a privatização, o complexo do Anhembi seja modernizado e revitalizado. Entre as melhorias previstas estão a requalificação do Pavilhão de Exposições, com instalação de ar condicionado, e reformas no Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo (Sambódromo) e no Palácio das Convenções.

Os estudos referenciais oferecem sugestões para ampliação e diversificação de áreas locáveis, como o aumento da área de convenções em cerca de 24 mil metros quadrados, em que estaria inclusa uma plenária para cerca de cinco mil pessoas e construção de oito mil metros quadrados em salas modulares.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA